Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Junho de 2019

Mato Grosso do Sul

Integração de informações entre Agepen e Defensoria Pública pretende facilitar prestação jurídica a detentos de MS

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul Parceria para possibilitar a troca de informações entre Agepen e Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul

Para agilizar a prestação jurídica e o acompanhamento processual das pessoas em privação de liberdade, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul estão firmando parceria para possibilitar a troca de informações. A reunião para tratar do assunto foi realizada na sede da Agepen, nesta terça-feira (2.4).

O compartilhamento de informações de bancos de dados será feito por meio da interoperabilidade entre o Sistema Integrado de Administração do Sistema Penitenciário (Siapen) e o Sistema de Atendimento ao Público (SAP) da Defensoria Pública.

Para a coordenadora do Núcleo de Ações Institucionais e Estratégicas (NAE), defensora pública Eni Maria Sezerino Diniz, essa integração de dados vai possibilitar uma prestação jurídica de forma contínua e mais efetiva:  “Conhecendo o histórico de movimentação dos presos, o defensor público pode atuar perante o poder Judiciário para agilizar uma série de questões legais em relação ao preso, como concessão de benefícios e alvarás, para que seja feito o cumprimento imediato”, destaca.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, reforçou que o trabalho integrado é essencial para um cumprimento de pena eficaz, proporcionando agilidade no andamento dos processos e no cumprimento de determinações judiciais: “O Termo de Cooperação Técnica está sendo desenvolvido para atender às demandas da melhor maneira possível”, esclareceu o dirigente.

Também participaram do encontro o diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação da Defensoria Pública, Evandro Luiz Santos Higuchi; os analistas de sistemas, Alain Cáceres e Nelson Arguelho; e os agentes penitenciários, Wagner Faria França e Alexandre de Oliveira Albuquerque, responsáveis pelo Siapen.

Texto e Fotos: Tatyane Santinoni.

Deixe seu Comentário