Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Setembro de 2019

Saúde

Iniciadas as obras da UBS Moreninha III

Rodrigo Gomes - Ascom
Foto: Conteúdo MS UBS Moreninha III

Término da obra, custeada pela construtora MRV, está previsto para setembro. Atendimentos estão sendo realizados no antigo Centro Regional de Saúde (CRS)

Um acordo realizado entre a Prefeitura de Campo Grande e a MRV viabilizou o início da reforma da Unidade Básica de Saúde do bairro Moreninha III, que teve início na última semana. No total a construtora irá investir cerca de R$ 270 mil no local.

O trabalho de reparo do imóvel incluirá reforma predial, troca de telhas, fechamento de paredes, abertura de portas e janelas, troca de pisos, execução de banheiros acessíveis, rampas e demais itens de acessibilidade. O término da obra está previsto para setembro.

Enquanto houver a execução, os atendimentos serão realizados na unidade na estrutura do antigo Centro Regional de Saúde (CRS).

A obra é fruto de um acordo de contrapartida, em função da construção do empreendimento da MRV Castello di Udine, no bairro Tiradentes. A unidade básica de saúde tem uma área de abrangência significativa que incluem os bairros Moreninha I, Moreninha II, Moreninha III, Moreninha IV, Nova Jerusalém, Vila Brasil, Nova Conquista e José Maksoud. Com a reforma haverá maior possibilidade de atendimento de qualidade à população e de condições de trabalho para a equipe profissional.

A unidade conta com os serviços de atendimento especializados de mastologia, oftalmologia, ginecologia e pediatria, além de atendimentos odontológicos, de enfermagem e coletas de exames de saúde da criança, da mulher, saúde mental, dentre outros serviços.

O diretor de produção da MRV, Edson Gorayeb, explicou que este tipo de parceria faz parte da política da empresa. “Investimentos em equipamentos públicos são feitos pela MRV em todo o Brasil por meio de contrapartida e por iniciativa própria. A unificação dos setores público e privado é importante para promover melhorias nos serviços públicos para a população”, explicou.

Deixe seu Comentário