Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Outubro de 2019

Internacional

ICE estaria usando contas falsas do Facebook para rastrear e prender indocumentados

Gazeta News
Foto: Divulgação / Assessoria icejpg.jpg

Os agentes da U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) estariam usando contas falsas do Facebook para rastrear e prender imigrantes indocumentados, de acordo com o The New York Times. Um relatório recente do jornal detalhou como os agentes usaram o Facebook e outras mídias sociais para realizar prisões no Oregon neste verão.
De acordo com o relatório, no início de junho deste ano, uma mexicana indocumentada chamada Gladys Díaz Tadeo fez uma postagem no Facebook em um grupo privado de compra / venda / comércio anunciando um cupcake em forma de ‘piñata’ (uma espécie de pichorra comum em festas infantis de culturas hispânicas) que ela havia feito com suas três filhas. No dia seguinte, uma conta no Facebook com um “nome latino-americano”, mas que não parecia falar muito espanhol e tinha uma foto de perfil de um cachorro respondeu ao seu post querendo comprar o produto.
Díaz concordou em encontrar a pessoa. No entanto, quando chegou ao local, agentes do ICE a estavam esperando. Ela foi deportada para o México três semanas depois. A conta do Facebook que respondeu à sua listagem foi aparentemente excluída dias depois.
Com uma ordem de deportação emitida há anos por ter reentrado ilegalmente nos EUA com um green card falsificado, muito provável que Díaz já fosse um alvo quando publicou a piñata, muito provavelmente o ICE já sabia seu nome completo, endereço e número da placa do veículo e identificadores de mídias sociais, mapeando os nomes de seus familiares e outros dados.
Segundo o The New York Times, esta não é a primeira vez que agentes do ICE usam contas falsas do Facebook para realizar prisões. A agência usou vários perfis falsos a partir de 2015 para atrair estudantes sem documentos para uma operação em Michigan, informou o Guardian.
A prática viola as regras do Facebook, que proíbem “comportamentos não autênticos”, incluindo a execução de contas com nomes falsos ou contas que enganam as pessoas.
Um porta-voz do Facebook não respondeu imediatamente ao pedido de comentário do Business Insider. Em abril, um porta-voz do Facebook disse ao Guardian que a empresa tomaria medidas contra quaisquer perfis falsos dos quais tenha conhecimento. No entanto, o uso de perfis falsos pelas agências policiais persiste.
Um porta-voz da ICE se recusou a comentar, citando uma política da agência contra comentar sobre “técnicas, táticas ou ferramentas de investigação”.

Deixe seu Comentário