Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Agosto de 2019

Tecnologia

Huawei chega a acordo para desenvolver rede 5G na Rússia

Olhar Digital
Foto: Ariqueme 5gjpg.jpg

 

A Huawei está pronta para construir a rede móvel de quinta geração em território russo. A gigante chinesa de telecomunicações acertou uma parceria com a MTS, a maior operadora de telefonia móvel da Rússia, para desenvolver a estrutura 5G do país no próximo ano. Os presidentes da Huawei, Guo Ping, e da MTS, Alexei Kornya, firmaram o acordo na quarta-feira (5), no Kremlin, sob os olhares atentos dos líderes nacionais Vladimir Putin e Xi Jinping.
"Estamos aumentando a cooperação estratégica entre duas empresas de tecnologia de ponta para lançar o 5G comercialmente na Rússia em breve", garante Kornya em um comunicado. Guo destaca que as mais de 16 mil patentes relacionadas a 5G da Huawei a tornam a "número um em todo o mundo". "Esperamos que nossos esforços conjuntos ajudem a Rússia a entrar na era 5G mais cedo", afirma.
A parceria foi assinada durante uma viagem de três dias de Xi Jinping à Rússia, em meio a um cenário de crescente pressão comercial do Ocidente sobre a China. O presidente Donald Trump assinou, em maio, uma ordem executiva que proíbe a participação da Huawei nas redes de comunicações dos EUA e quaisquer negócios da companhia com empresas norte-americanas. A decisão foi tomada para "garantir a segurança nacional", em virtude das suspeitas de laços estreitos da Huawei com o governo chinês.
A Huawei nega essa ligação há tempos e, nesta semana, o presidente Guo Ping declarou que está até disposto a assinar um acordo de não-espionagem com os EUA. O fundador da companhia, Rhe Zhengfei, sugeriu anteriormente que havia muitas oportunidades de negócios fora dos EUA. "Se as luzes se apagarem no Ocidente, o Oriente continuará brilhando", garantiu em fevereiro. "E se o Norte ficar escuro, ainda há o Sul. [Os EUA] não representam o mundo. Eles representam apenas uma parte dele."
Fonte: CNet
 

Deixe seu Comentário