Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Outubro de 2019

Política Regional

Governo Presente: licitação para acesso a terminais portuários de Porto Murtinho será lançada neste mês

Governo do Estado do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Estado do Mato Grosso do Sul Governo Presente

Durante a terceira etapa do Governo Presente, o governador Reinaldo Azambuja informou que irá lançar ainda neste mês a licitação de um acesso aos terminais portuários de Porto Murtinho, em um valor aproximado de R$ 26 milhões. A alternativa de acesso foi um dos pedidos feitos nesta sexta-feira (4.10) pelo prefeito de Porto Murtinho, Derlei João Delevatti.

De acordo com o secretário-adjunto da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura), Luis Roberto Martins de Araújo, a obra que irá desviar o tráfego de caminhões rumo ao porto terá prazo estimado de 10 meses.

O prefeito Derlei Delevatti destacou a importância da solicitação. “A nossa demanda na área de infraestrutura é uma rota alternativa para chegar aos portos. Nós temos a construção do anel viário, mas isso vai ser decorrente, a partir da licitação. E o porto vai começar a trabalhar em março ou abril. Então, se não tiver uma alternativa por dentro da cidade, vai inviabilizar a execução e exportação”, disse.

Derlei Delevatti também pediu a construção de um hospital regional em Jardim, para atender toda a região, e a implantação de uma escola em regime de internato em Porto Murtinho, e fez elogios ao programa Governo Presente – que leva governador e secretários para o interior com o objetivo de ouvir as demandas das lideranças locais.

Muitas obras

Cinquenta milhões de reais. Esse é o total de investimentos e repasses do Governo do Estado em Porto Murtinho desde o primeiro ano do primeiro mandato de Reinaldo Azambuja.

Entre as obras entregues ou em construção estão pavimentação ou restauração do asfalto de diversas vias urbanas, além de drenagem de águas pluviais. A Secretaria de Estado de Infraestrutura também construiu pontes de concreto armado sobre o córrego São Lourenço e rio Amonguijá, na região do Morro São Pedro.

Com a projeção que Porto Murtinho vem ganhando com a Rota Bioceânica, o Governo do Estado vem preparando a infraestrutura do município para esse receber novos e grandes empreendimentos. Um dos projetos em andamento é a implantação do acesso ao distrito portuário da cidade, no entroncamento da BR-267 que liga ao rio Paraguai.

No setor habitacional os investimentos são de R$ 2,858 milhões, sendo R$ 1,641 milhão contrapartida do Estado. Com esse recurso foram construídas e entregues 98 unidades habitacionais e outras 37 estão em construção. Nos conjuntos habitacionais Salim Cafure I, II e III foram entregues 73 títulos definitivo às famílias que viviam a insegurança de morar no que legalmente ainda não lhes pertenciam.

O Governo do Estado também mantém os investimentos em educação em Porto Murtinho, onde só com a reforma e melhoria das estruturas físicas das escolas foram aplicados recursos da ordem de R$ 5,46 milhões. E por meio do programa MS Mais Seguro, Porto Murtinho foi atendido com a entrega de sete viaturas, munição, materiais e equipamentos.

Participaram da audiência o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa; deputado estadual Felipe Orro; secretários Sérgio de Paula (Articulação Política), Eduardo Riedel (Segov), Jaime Verruck (Semagro), Maria Cecília Amendola da Mota (Educação) e Geraldo Resende (Saúde); secretários-adjuntos Flávio Cesar (Segov), Ary Carlos Barbosa (Sejusp) e Luis Roberto (Seinfra).

A reunião contou ainda com os vereadores Fátima Vidotte, Jayme Evandro Sanches, Marciana Britos da Silva, Rodrigo Fróes Acosta e Sônia Maria Ferreira; secretárias municipais Isabel Fróes Ponce (Governo) e Thais Regina (Educação); diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, e a diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avesani Lopes; e a consultora legislativa Ana Carolina Ali.

Deixe seu Comentário