Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Outubro de 2019

Espiritualidade e religião

Fundadores das Novas Comunidades reunidos fortalecem o carisma da Unidade

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Imagem de ilustração

Na noite de 01 de julho, os fundadores das Novas Comunidades na Arquidiocese de Campo Grande estiveram reunidos com o arcebispo metropolitano, dom Dimas Lara Barbosa, no Centro Diocesano de Formação.

Este foi o primeiro encontro destas Comunidades neste ano e contou com a presença do bispo auxiliar, dom Mariano Danecki, OFMConv e Pe. Vander Casemiro.

Representando as Novas Comunidades estiveram presentes seu fundador(a) e 2 ou 3 membros consagrados, a saber: Betel – Davi e Eunice; Amor Maior- Everaldo; Fanuel – Gilmar; Palavra que Salva- Osmair; Saron- César; Shalom- Juluana; Guarda de Israel- Reginaldo; Sagrada Família- Tia Antonia; Boa Nova- Naor; Manancial- Sebastião; Irmãos de Assis- Arlene.

Para dom Dimas L. Barbosa a atuação das Novas Comunidades é de grande importância para a evangelização, através de seus carismas específicos, pois são fruto da graça recebida do Espírito Santo que precisa ser compartilhada com todos os membros da Igreja. Seu desejo é que na força do próprio Espirito Santo possam se empenhar no serviço à unidade da Igreja, que é o Corpo de Cristo e que se empenhem na caridade junto aos prediletos do Reino.

Lembrou também que o tema “Novas Comunidades” fez parte da pauta da 57ª Assembleia Geral da CNBB, realizada em maio, na casa da Mãe Aparecida, sendo abordado, na coletiva de imprensa,  pelo bispo dom João Inácio Muller.

“ Este encontro atendeu um pedido nosso, os fundadores, quando no final de 2018 fomos cordialmente recebidos por Dom Dimas, na casa episcopal, numa tarde de domingo. Ouvimos, ontem, a proposta do padre Vander de reformulação e ampliação do Plano de Pastoral Arquidiocesano já existente e também o estímulo à participação de todos nós nos projetos que foram lançados na Festa de Corphus Christi, como “Cada Comunidade, uma Vocação” e o da Cruz Missionária, este principalmente voltado para os jovens. Com encontros como este, que se repetirão ao menos duas vezes ao ano, queremos simplesmente ser Igreja: Igreja unida, fraterna, que caminha sob o olhar de Deus Pai, representado aqui entre nós pelos olhos de nossos pastores.Unidos, caminhando juntos, poderemos nos ajudar, nos amparar, uns socorrendo os outros nas suas limitações e carências, nos desafios que enfrentamos, tanto o clero, como os leigos consagrados, e tudo em benefício da realização da missão que nos foi confiada pelo Senhor, seja na especificidade de cada carisma, de cada comunidade, seja numa forma ampla, universal, como Igreja Católica, Apostólica Romana.Reconhecemos que como servos precisamos ser acompanhados, orientados, mas que como filhos, precisamos também ser acolhidos e amados.

Saímos edificados e esperando o próximo encontro, previsto para até setembro deste ano e que promete ser ampliado tanto no horário, na duração, quem sabe uma tarde ou uma manhã inteira, quanto no número de participantes, para que ao menos todos os consagrados possamos estar juntos”. Tia Antonia – Comunidade Sagrada Família

“A reunião das Novas Comunidades com a Coordenação Diocesana de Pastoral, Dom Dimas e Dom Mariano, no meu ponto de vista foi muito produtiva e oportuna. Na reunião tivemos a oportunidade de nos conhecer melhor:  carisma, fundador e apostolado de cada Nova Comunidade presente em nossa arquidiocese. Também tivemos a oportunidade de escutar orientações e direcionamentos vindos da Coordenação Diocesana de Pastoral através do padre Vander e por nosso bispo  Dom Dimas.Após a reunião, tivemos um  momento de descontração e koinonia com um belo lanche preparado pela Coordenação Diocesana de Pastoral, onde pudemos nos confraternizar.

Louvado seja o Senhor pelo carisma de cada Nova Comunidade presente em nossa Arquidiocese e pela unidade em nós presente”.

Naor Antonio – fundador da Com. Boa Nova

“Achei a reunião muito organizada e bem conduzida. Além de poder conhecer outros carismas, foi uma oportunidade para conhecer e compartilhar os desafios da vida consagrada como leigos na missão.” – Alanna Alves, consagrada na Comunidade de Aliança Shalom

Deixe seu Comentário