Campo Grande/MS, 18 de Outubro de 2018

Esportes

Flamengo massacra a Chape: 5 x 1 com direito a show de Diego e Guerrero

Redação TerereNews
Foto: fladiego fladiego
fladiego

Diego festeja um dos três gols no atropelo diante da Chapecoense: destaque ao lado de Guerrero

Com grande atuação de Paolo Guerrero e Diego, o Flamengo não encontrou dificuldades para golear a Chapecoense por 5 a 1 em partida disputada na noite desta quinta-feira, na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro. O resultado fez o rubro-negro da Gávea chegar aos 14 pontos ganhos e subir para a oitava posição no Campeonato Brasileiro. A Chapecoense completou o terceiro jogo sem vitória na competição e caiu para a décima colocação, com 13 pontos ganhos.

Paolo Guerrero quebrou, em grande estilo, o seu jejum no Brasileiro. O peruano marcou três gols. Diego ainda marcou dois e foi o grande organizador da equipe.

 

O resultado fez justiça ao desempenho do Flamengo, que realizou sua melhor atuação dos últimos tempos. O resultado poderia ter sido ainda mais amplo para a equipe carioca que desperdiçou várias chances claras para marcar, principalmente na etapa inicial. A Chapecoense repetiu a irregularidade que vem marcando sua participação no torneio nacional. O time catarinense até que começou bem, mas caiu de produção durante o jogo e facilitou a tarefa do Flamengo.

 

Na próxima rodada, o Flamengo vai visitar o Bahia, na Fonte Nova. A Chapecoense vai receber o Atlético na Arena Condá.

O jogo

A Chapecoense surpreendeu todos que esperavam um início cauteloso. No primeiro minuto, Reinaldo cobrou lateral na área, a zaga cortou mal e Wellington Paulista bateu para fora. No minuto seguinte foi a vez do zagueiro Victor Ramos cabecear por cima após cruzamento na área.

 

O Flamengo só conseguiu se livrar da pressão e chegar na área catarinense aos quatro minutos. Rodinei cruzou, Victor Ramos desviou e a bola sobrou para Everton que bateu sem direção.

 

O jogo seguiu equilibrado com as duas equipes se alternando na posse de bola e na organização das jogadas de ataque. O Flamengo foi aumentando a pressão e, aos 13 minutos, marcou o primeiro gol. Rodinei cruzou da direita, Apodi afastou mal e Diego, emendou, de primeira, para colocar a bola nas redes, sem qualquer chance de defesa para Jandrei.

 

A vantagem fez o time carioca assumir o controle total da partida. E o segundo gol não demorou. Aos 18 minutos, Diego fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Paolo Guerrero que só teve o trabalho de empurrar a bola para as redes. Foi o primeiro gol do atacante peruano no Campeonato Brasileiro.

 

Com dois gols de vantagem, o time dirigido por Zé Ricardo reduziu o ritmo, enquanto a Chapecoense encontrava grande dificuldade para se aproximar da área carioca.

 

O Flamengo dominava completamente e até o volante Márcio Araújo que começou vaiado pela torcida, recebeu aplausos aos 29 minutos depois de fazer boa jogada e bater por cima do travessão, após receber bom passe de Berrio.

 

O rubro-negro seguiu tocando a bola com tranquilidade e poderia ter marcado o terceiro gol aos 39 minutos, quando Everton recebeu de Márcio Araújo e fez ótimo passe para Guerrero. O peruano entrou livre na área e chutou, mas Jandrei fez grande defesa. Aos 44 foi a vez de Trauco experimentar Jandrei com um chute de longe. O goleiro da Chapecoense defendeu em dois tempos.

 

Segundo tempo
O segundo tempo começou movimentado. Logo aos dois minutos, o Flamengo chegou com perigo. Após lançamento longo, Berrio tocou de cabeça e Guerrero completou, mas a bola encobriu o travessão. Um minuto depois, Berrio colocou Guerrero na cara do gol, mas o goleiro Jandrei defendeu o chute do peruano, em mais uma chance perdida.

 

A Chapecoense mostrava um bom toque de bola, mas não revelava nenhuma objetividade nas ações ofensivas. Aos nove minutos, Perotti foi derrubado por Juan na entrada da área, mas a cobrança de Reinaldo encobriu o gol de Thiago, sem levar perigo.

 

Aos dez minutos, o time de Chapecó marcou o primeiro gol. Reinaldo cobrou lateral na área, o goleiro Thiago saiu mal e deixou a bola nos pés de Victor Ramos que só tocou para as redes.

 

Logo depois, Reinaldo voltou a cobrar o lateral na pequena área e Thiago conseguiu afastar de soco. Aos 17 minutos, o zagueiro Réver se lesionou e forçou o técnico Zé Ricardo a promover a estreia de Rhodolfo, recentemente contratado.

 

O Flamengo só apareceu na área adversária aos 20 minutos, quando Diego tentou lançar Guerrero na área. Douglas Grolli tentou cortar e a bola sobrou para Willian Arão que acabou desperdiçando a chance.

 

Os arremessos laterais cobrados por Reinaldo se transformaram na grande arma da equipe comandada por Vagner Mancini. Cada cobrança causava problemas na defesa rubro-negra. Aos 24 minutos, um novo lançamento de Reinaldo causou tumulto na área, mas Grolli não conseguiu aproveitar.

 

Aos 29 minutos, Paolo Guerrero marcou o terceiro gol e tranquilizou a torcida rubro-negra. Dego cobrou escaneio, a zaga afastou e Juan cruzou para a cabeçada de Willian Arão. O goleiro Jandrei deu rebote e Guerrero chutou para ampliar a vantagem.

 

O Flamengo transformou a vitória em goleada aos 33 minutos quando Guerrero fez ótimo passe para Diego que colocou sem defesa para Jandrei. Três minutos depois, Guerrero usou a cabeça para marcar o quinto gol, depois de cruzamento de Everton.

 

Vinicius Júnior que entrou nos minutos finais, ainda colocou a bola nas redes, mas o árbitro marcou impedimento do atacante. E, no final, o Flamengo só tocou a bola para delírio da sua torcida.

 

FLAMENGO 5 X 1 CHAPECOENSE

 

FLAMENGO
Thiago, Rodinei, Réver(Rhodolfo), Juan e Miguel Trauco; Márcio Araújo(Romulo), William Arão, Diego e Everton(Vinicius Júnior); Berrio e Paolo Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

 

CHAPECOENSE
Jandrei, Apodi, Douglas Crolli, Victor Ramos e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antonio e Luis Seijas(Perotti); Arthur, Rossi(Lucas Mineiro) e Wellington Paulista(Túlio de Melo)
Técnico: Vágner Mancini

 

Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de junho de 2017 (Quinta-feira)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público: 13.346 pagantes
Cartões amarelos: Everton, Juan (Fla); Andrei Girotto (Chape)
GOLS: Diego, 13, Guerrero, 18min do 1ºT; Victor Ramos, 10, Guerrero, 29, Diego, 33 e 36min do 2ºT

Fonte: Gazeta Press

Deixe seu Comentário