Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Abril de 2019

Agro e sustentabilidade

Fevereiro com chuva mais distribuída para o café

Climatempo
Foto: Notícias Agrícolas Lavoura de Café
Lavoura de Café

Na região produtora de café do estado de São Paulo, o calor da última semana de janeiro e os primeiros dias de fevereiro prejudicaram a fase de granação dos cafezais e as mudas novas que foram plantadas. Os produtores estão apreensivos porque se o calor persistir há uma chance da próxima temporada ser impactada com prejuízos para a produção 2019/20.

Calor excessivo

A Alta Subtropical do Atlântico Sul (ASAS) ganhou força no começo do ano e reduziu a formação de nuvens carregadas de chuva na Região Sudeste. Muitas horas de sol forte e pouca chuva fez as temperaturas ficarem altas e o calor intenso nos dias que não ocorreu a chuva. 

A intensificação da ASAS já pode ser considerado um efeito do processo da formação do El Niño.   

De acordo com a meteorologista Graziella Gonçalves, da Climatempo, responsável pelas análise de clima, o que se espera é que a partir de agora, a chuva aconteça de forma  mais distribuída e frequente na Região Sudeste. O calor excessivo diminui, mas isso não quer dizer, que em alguns dias de fevereiro não aconteçam temperaturas altas. Porém, a diferença é que não será como janeiro quando observamos dias consecutivos de temperaturas muito elevadas.

Deixe seu Comentário