Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 26 de Maio de 2019

Política Regional

Feirantes de Anastácio comemoram entrega das obras do Governo do Estado na Praça Garibaldi Medeiros

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul Feirantes de Anastácio comemoram entrega das obras na Praça Garibaldi Medeiros

Desde fevereiro de 2012, Cleuza vende na feira tudo que produz, junto de seu esposo, em pouco mais de oito hectares no Assentamento Taquaruçu, onde vivem outras 12 famílias. Ela conta que os filhos não quiseram permanecer no campo e a lida tem sido cada vez mais puxada. “Quando disseram que iam construir uma estrutura e a gente ia se libertar dessa história de montar e desmontar a barraca cada vez que vem pra cidade, eu fiquei bem feliz”, contou.

Ela se refere a Central de Comercialização Feira do Produtor da Agricultura Familiar e Economia Solidária, obra do Governo do Estado inaugurada na última sexta-feira (3.5), dia de feira e da abertura da Festa da Farinha na cidade. A Central faz parte de um plano que prevê a construção de obras similares em outros seis municípios.

“Vamos mudar a realidade dos feirantes, proporcionando conforto e dignidade para todos”, afirmou o secretário Ricardo Senna, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), que representou o governador Reinaldo Azambuja no ato de inauguração da Central de Comercialização.

“A Praça Garibaldi Medeiros ganhou ainda mais vida com a obra e esperamos que seja apenas o primeiro passo para que os produtores de Anastácio sejam cada vez mais prósperos”, comentou Ricardo Senna.

Na presença do prefeito Nildo Alves, sua esposa Cássia, vereadores, lideranças e feirantes, o espaço foi entregue à Associação com 17 boxes com água e energia.

O presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) de Anastácio, Vilmar da Silva, produtor de leite no Assentamento Monjolinho, comentou que ainda há outras demandas dos produtores para serem sanadas, mas que “sem dúvida alguma a obra é a maior delas”.

A feira é realizada todas as sextas-feiras, mas antes era de forma improvisada. Além de produtos da agricultura familiar, o visitante tem a disposição uma Praça da Alimentação.

A dona Cleuza de Oliveira Pacheco, uma das mais antigas do grupo, que hoje conta com 23 feirantes, além de atender ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) produzindo alface, mandioca, colorau e outros tantos produtos, oferece ainda bolo e farinha temperada aos consumidores que visitam a Central.

Kelly Ventorim, Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

Deixe seu Comentário