Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 15 de Outubro de 2019

Esportes

Ex-presidente da Conmebol, Nicolás Leoz morre no Paraguai aos 90

R7 Notícias
Foto: Divulgação / Assessoria ejpeg.jpg

Presidente da Conmebol por 26 anos, Nicolás Leoz morreu na noite da última quarta-feira (28), em Assunção, no Paraguai. O dirigente, um dos principais personagens do escândalo de corrupção conhecido como Fifagate, completaria 91 anos em setembro.
De acordo com o jornal ABC Color, Leoz já vinha sofrendo com seu quadro de saúde e não resistiu a uma parada cardíaca, em uma clínica na capital paraguaia. O advogado Ricardo Preda confirmou a notícia.
Sendo uma das figuras mais longevas dentro do cenário sul-americano de cartolas, Leoz começou sua trajetória no clube o qual também era torcedor, o Libertad, não à toa tem como homenagem no estádio da equipe paraguaia justamente o seu nome.
Após esse período, Nicolás Leoz fez trajetória semelhante à do atual presidente Alejandro Domínguez, sendo primeiramente mandatário da Associação Paraguaia de Futebol (APF) antes de alçar voo para o cargo máximo dentro do futebol sul-americano.
Sendo presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) dentre o período de 1986 a 2013, teve uma administração cercada de polêmicas e acusações. O dirigente foi um dos condenados dentro do gigantesco esquema de corrupção no futebol mundial apelidado de Fifagate
Por causa da idade avançada, foi enviado para prisão domiciliar mesmo com os Estados Unidos pedindo sua extradição.

Deixe seu Comentário