Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Julho de 2019

Esportes

Everton marca, mas Grêmio cede empate ao Bahia, e decisão fica para a Fonte Nova

Globo Esporte
Foto: Divulgação / Assessoria evertonjpg.jpg

Resumão
De volta à Arena após a conquista da Copa América, Everton marcou e correspondeu com o protagonismo esperado pela torcida. O mesmo não pode se dizer do Grêmio. Nesta quarta-feira, o xodó da Seleção até abriu o placar, mas viu o Bahia arrancar um empate em 1 a 1 com gol de Gilberto, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.
Fica tudo para a volta
O empate deixa tudo aberto para o jogo da volta, ana próxima quarta-feira, às 19h15, na Arena Fonte Nova. As duas equipes precisam vencer para avançar à semifinal. Um novo empate leva a decisão aos pênaltis – não há gol qualificado na Copa do Brasil.
Agenda
Antes da decisão na Fonte Nova, as duas equipes têm pela frente a 10ª rodada do Brasileirão. O Grêmio recebe o Vasco no sábado, às 17h, na Arena. Depois, às 19h, o Bahia tem pela frente o Santos em Pituaçu.
A equipe de Renato Gaúcho custou a criar chances de gol e só levou perigo após os 30 minutos de jogo. Jean Pyerre acertou a trave depois de cobrança de escanteio, e André apareceu na pequena área para cabecear, mas mandou sobre Douglas. Como se esperava, coube a Everton ser decisivo: o atacante sofreu e converteu pênalti para abrir o placar.
Segundo tempo
O Bahia voltou do segundo tempo com postura mais agressiva e precisou de apenas três minutos para empatar a partida. Gilberto aproveitou falha da defesa do Grêmio e de Paulo Victor em cobrança de escanteio e apareceu livre no segundo poste para completar para as redes.
Renato Gaúcho até mexeu na sua equipe, com os ingressos de Luan, Pepê e Felipe Vizeu nas vagas de Jean Pyerre, Alisson e André. Mas o Grêmio só ameaçou em lampejos individuais de Everton. E ainda viu o Bahia criar a melhor chance para sair com a vitória. Artur fez jogada pela direita e obrigou Paulo Victor a fazer grande defesa. Depois, ele ainda mandou para fora uma chance dentro da área.
Brilho de Cebolinha
Artilheiro e melhor jogador da final da Copa América, Everton voltou ao Grêmio cercado do requinte e da euforia que esses dois feitos despertam em todo o país. E ele deu resposta à altura, em uma noite em que o Tricolor viveu apenas de sua individualidade. O Cebolinha deu caneta, infernizou os adversários e ainda foi decisivo: sofreu e converteu o pênalti.
Futuro "incerto"
O brilho de Everton nesta quarta-feira (ainda) não teve sabor de despedida. Em entrevista após a partida, o atacante voltou a tratar seu futuro como "incerto". Ele confirmou ter recebido consultas, mas deixou claro: nada chegou ao clube.
Caminho pela direita
Atrás no placar, o Bahia encontrou o caminho para buscar o empate no segundo tempo pelo lado direito. E quase saiu com a vitória. Por ali, Artur infernizou Bruno Cortez e ameaçou o Grêmio duas vezes: obrigou Paulo Victor a fazer milagre e tirou tinta da trave após entrar na área em jogadas individuais.Ainda antes, o gol nasceu deste mesmo lugar: após cobrança de escanteio da direita, Gilberto apareceu no segundo poste para desviar para o gol.
Vaias ao ídolo
Renato Gaúcho encanta os gremistas com uma idolatria que rende até estátua na esplanada da Arena. Mas até o ídolo máximo do clube não está imune às críticas. O técnico viu a torcida reagir com vaias no segundo tempo quando optou por tirar Jean Pyerre para a entrada de Luan. Uma reação inédita – ao menos com esta intensidade – desde que assumiu o cargo, em 2016.
Primeiro tempo
O Grêmio logou tomou conta da partida, com supremacia na posse de bola. Mas isso não significou chances de gol. Em seu estilo habitual, o Tricolor insistiu em triangulações e trocas de passes de um lado a outro, sem conseguir acelerar o jogo para pressionar um Bahia que ocupou o campo de defesa para fechar espaços.

Deixe seu Comentário