Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Setembro de 2019

Tempo

Estiagem e baixa umidade do ar mantém tempo nublado nesta terça-feira

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: baixa umidade baixa umidade

O tempo seco ainda vai predominar em Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (20.08), e não há expectativa de chuva. A previsão do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) é de céu parcialmente nublado a nublado, nas regiões sudoeste, sul e pantaneira, com leve queda na temperatura. Já nas demais áreas, o calor deve predominar.  

O dia começa com temperaturas na casa dos 12°C, e umidade em 80%. Porém, durante a tarde pode chegar a 34°C, e os índices de umidade do ar ficam em 30%, nível considerado de atenção pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que recomenda cuidados com a saúde. A orientação é tomar bastante liquido e usar umidificador de ambientes.

Em Campo Grande o tempo será parcialmente nublado a claro, e o dia começa com temperatura em 17°C, podendo chegar aos 30°C.

Queimadas

As altas temperaturas, aliadas a ausência de chuva também acendem o alerta vermelho para as queimadas. O total de focos registradas no período de 1° de janeiro a 17 de agosto de 2019, já é o maior dos últimos 5 anos, conforme dados fornecidos pelo satélite AQUA_M-T administrado pela Nasa. O monitoramento detectou 65.711 focos de queimadas. Valor 70% maior que o ano passado.  

Conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Mato Grosso do Sul e Rondônia lideram o ranking de estados com maior aumento de registros comparado com o ano de 2018. Segundo o ranking, o aumento foi de 100%, com 3.251 focos registrados este ano, num comparativo de 1.047 do ano anterior, sendo Corumbá, o município com maior incidência.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, a causa mais frequente dos focos de incêndio em vegetação, é o uso do fogo para “limpeza” de terrenos ou pastagens. Como medida preventiva a instituição recomenda que a população evite atear fogo nessas áreas.

Confira como ficará o tempo em alguns municípios do Estado no mapa elaborado pelo Cemtec.

Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Chico Ribeiro

Deixe seu Comentário