Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Outubro de 2019

Internacional

Empresária confirma ligação muito próxima a Johnson e não descarta alegações de que tiveram um caso

HÉLDER GOMES
Foto: Divulgação / Assessoria httpariquemesonlinecombrimg371742gempresariajpg.jpg

Aempresária norte-americana Jennifer Arcuri confirmou esta segunda-feira ter “uma ligação muito próxima” ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e não desmentiu as alegações de que tiveram um caso. Na primeira entrevista que concedeu desde a revelação das suas ligações a Johnson, Arcuri disse que o então presidente da Câmara de Londres visitou o seu apartamento em Shoreditch, no norte da capital, “um punhado de vezes” mas negou que lhe tenham sido concedidos favores para impulsionar a sua carreira.
Em declarações ao programa “Good Morning Britain” da ITV, Arcuri sublinhou que “Boris não teve nada a ver” com as suas conquistas empresariais. A empresa que detinha, Innotech, recebeu 26 mil libras (29 mil euros) em erário público e teve acesso privilegiado a três missões comerciais no estrangeiro, lideradas pelo então mayor, apesar de inicialmente ter sido recusada. A Hacker House, a sua mais recente empresa, recebeu um subsídio de 100 mil libras (112 mil euros) já este ano do Departamento para o Digital, Cultura, Media e Desporto.
Questionada sobre se alguma vez discutiu com Johnson a concessão desse dinheiro, Arcuri respondeu “categoricamente” que não, acrescentando: “Acha que ele ia perder o seu tempo a falar destas coisas?”.
“COMO A IMPRENSA ME OBJETIFICOU, NÃO VOU RESPONDER A ESSA PERGUNTA”
Quando questionada sobre a sua relação com o agora primeiro-ministro, a empresária disse: “Gosto muito dele e temos uma ligação muito próxima. Desejo-lhe felicidades e quero que seja feliz. Desejo tudo de bom a Carrie [Symonds, atual namorada de Johnson]. E quero mesmo que ele se concentre em tornar o Reino Unido grande outra vez.”
Arcuri recusou-se a responder às perguntas insistentes sobre uma eventual relação mais próxima com Johnson. “Como a imprensa me objetificou, transformando-me numa ex-modelo de varão, não vou responder a essa pergunta”, afirmou.
JOHNSON FALA EM “TOTAL CONFORMIDADE COM O CÓDIGO E AS REGRAS”
Na semana passada, o primeiro-ministro insistiu que tudo o que fez para promover Londres no exterior, enquanto presidente da Câmara, foi feito em “total conformidade com o código e as regras”. Johnson acrescentou não ter qualquer conflito de interesses a declarar relativamente a Arcuri.
Após as alegações sobre favores e fundos concedidos à empresária, foram abertas quatro investigações: uma do Departamento para o Digital, Cultura, Media e Desporto, outra do atual mayor de Londres, Sadiq Khan, uma outra da comissão de supervisão da assembleia londrina e, por fim, uma da comissão independente de queixas da polícia, enumera o jornal “The Guardian”.

Deixe seu Comentário