Campo Grande/MS, 20 de Julho de 2018

Deputados Estaduais de MS

“Em casa”: deputado Barbosinha visita Angélica

Foto: Victor Chileno Barbosinha pede ponte de concreto para estrada rural de Amambai.
Barbosinha pede ponte de concreto para estrada rural de Amambai.

Acompanhando o deputado federal Geraldo Resende (PSDB), o deputado estadual Barbosinha visitou, na semana passada, o município de Angélica. Barbosinha foi novamente à cidade que o acolheu ainda menino, em meados dos anos 1970, e onde foi prefeito, entre 1989 e 1992, então com 23 anos de idade, o prefeito mais jovem da história do Estado.

O motivo da visita dos deputados foi, juntamente com o prefeito municipal Roberto Cavalcante, entregar duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e uma patrulha mecanizada à população local. Apenas nas UBS´s, foi destinado um investimento de R$ 816 mil, através de emendas federais viabilizadas por Resende.

Uma das Unidades foi construída no Distrito de Ipezal e a outra no bairro de Mutum. "Lutei para conquistar recursos em Brasília para a construção dessas Unidades Básicas de Saúde porque sei que a atenção básica em saúde é a mais próxima das famílias e pode atender até 80% dos problemas de saúde que acometem nossa população", afirmou Geraldo Resende, que também é médico.

Barbosinha, que também é autor de várias emendas parlamentares que beneficiaram a cidade lembrou, em seu discurso, dos investimentos viabilizados quando foi diretor presidente da Sanesul e, posteriormente, secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública. Entre obras e serviços viabilizados por Barbosinha podemos destacar a rodoviária da cidade, o campo de futebol, escolas municipais, o parque de exposições, asfaltos e tantas outras ainda quando prefeito e mais recentemente viabilizando obras como a ampliação de um reservatório de água elevado em Ipezal; a reabilitação de reservatório de fibra de vidro também em Ipezal; a perfuração e ativação de dois poços tubulares profundos; a reforma e ampliação da instalações físicas do prédio operacional e administrativo da Sanesul; a melhoria do sistema de esgotamento sanitário com a execução de mais de 11 quilômetros de rede coletora de esgoto e de 374 novas ligações domiciliares, além da execução de uma estação elevatória e a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto; entrega de viaturas e armamentos para as policias no município, a torre de telefone celular em Ipezal, as novas ambulâncias, a compra de viaturas, a academia ao ar livre no bairro Mutum, equipamentos para o Hospital Associação Beneficente, a academia ao ar livre no Centro Conviver, entre tantas outras.

Feliz por estar novamente na cidade que o acolheu em Mato Grosso do Sul, Barbosinha visitou amigos, cumprimentou as pessoas e, ao lado do prefeito Roberto Cavalcanti e de vereadores, refez o compromisso de lutar pelo progresso e pela qualidade de vida dos angeliquenses.



"Quando tenho a oportunidade de vir ao município me reencontro com a minha própria história". Além de Angélica, o deputado Barbosinha ainda visitou nessa viagem as cidades de Fátima do Sul, Glória de Dourados e Ivinhema e Deodápolis, além do distrito angeliquense de Ipezal.





Leia também

Deputado Barbosinha pede reforma e quadra coberta para escola em Itaquiraí

O deputado estadual Barbosinha (DEM) solicitou na manhã desta terça-feira (10) a reforma da Escola Estadual Leopoldo Dalmolin, além da construção de uma quadra coberta para a mesma unidade escolar. A indicação foi encaminhada para a secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, e ao governador do Estado, Reinaldo Azambuja.

O deputado justifica a solicitação dizendo que uma boa infraestrutura é um dos principais fatores para um rendimento escolar eficiente.

"Essas obras são necessárias para o bom trabalho dos professores e a melhora da qualidade do ensino, estamos buscando por meio dessa solicitação melhorar o ambiente escolar para garantir uma maior qualidade de aprendizado", disse Barbosinha.

A indicação atendeu à demanda solicitada pelo vereador Jefferson Rodrigo Lopes. "A comunidade escolar de Itaquiraí clama por essa obra, e acredito que, a partir do pedido do deputado Barbosinha, o governo do Estado terá a sensibilidade necessária para nos atender", finalizou o vereador.

Projeto de Lei que estabelece exigência de curso superior para agentes da UNEI's é aprovada 

O Projeto foi bandeira defendida pelo deputado Barbosinha no período em que foi Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, quando construiu os alicerces com a categoria em reconhecimento a necessidade e complexidade das atribuições desempenhadas.

A proposição, encaminhada pelo Poder Executivo, que  altera o requisito de escolaridade para ingresso no cargo de Agente de Segurança Socioeducativa, da carreira Gestão de Medidas Socioeducativas, passando a exigência no nível médio para o superior, sob Relatoria do Deputado Barbosinha, foi aprovada por unanimidade na Comissão de Constituição Justiça e Redação, e na mesma data, submetida e aprovada em primeira votação plenária, seguindo para as Comissões de Mérito.

A medida visa a garantir melhor desempenho e qualidade na prestação do serviço público à sociedade sul-mato-grossense, por meio da qualificação profissional dos servidores estaduais, sem alterar subjetivamente o regime jurídico, no plano de cargos e carreira, nas atribuições e nas remunerações desses servidores.

Trata-se de aprimoramento de requisito de ingresso no cargo da respectiva carreira pública e de incentivo ao aperfeiçoamento dos servidores estaduais, tendo a mesma medida sido adotada por outros Estado, como Santa Catarina, Distrito Federal e Mato Grosso.

O Projeto altera e acrescenta dispositivos à Lei 4.894, de 26 de julho de 2016 e além da exigência do curso superior determina que o servidor já empossado o prazo de seis anos para comprovar o diploma nos órgãos competentes, assim  o Estado apoiar a participação em cursos de capacitação, aperfeiçoamento e pós-graduação para o exercício do cargo efetivo, na respectiva área de atuação, por meio de concessão de auxílio financeiro, com restituição parcelada, para a realização de cursos de capacitação, aperfeiçoamento, e pós-graduação.

A proposição também prevê a redução da carga horária diária, em caráter temporário, por um período máximo de doze meses com a redução proporcional da remuneração, para frequentar curso de capacitação, aperfeiçoamento, e pós-graduação em horário de expediente, desde que essas atividades estejam relacionadas à habilitação do cargo efetivo e à área de atuação.

Durante a votação, Barbosinha disse que a nova redação da Lei a torna mais moderna, eficaz e possibilita ao servidor a melhor capacitação para atividade tão delicada.

“Estamos fazendo história, e acredito que com servidores ainda mais qualificados a população tem melhores serviços e a garantia de que caminhamos a passos largos para termos o Estado mais ágil e eficiente”, comemorou Barbosinha.

Conteúdo Relacionado

Deixe seu Comentário

Comentários