Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Abril de 2019

Manchete dos Jornais

Crivella responderá a inédito processo de impeachment no Rio

EBC - Radiobras
Foto: Tereré News Manchete dos Jornais
Manchete dos Jornais

03 de abril de 2019

O Globo

Manchete: Crivella responderá a inédito processo de impeachment no Rio

Apesar do embasamento legal, negociação política é que definirá futuro do prefeito



Com placar surpreendente, 35 votos a favor e 14 contra, a Câmara de Vereadores abriu processo de impeachment contra Marcelo Crivella, primeiro prefeito do Rio desde a redemocratização a enfrentar risco de cassação. Ele fica no cargo e tem dez dias para se defender da denúncia de irregularidades em contrato de uso do espaço urbano. A comissão que conduzirá o processo tem 90 dias para produzir parecer, que irá a plenário. Crivella negou “ilegalidades” e disse que “pessoas mal-intencionadas” tentam atingi-lo. Ele terá de costurar ampla negociação política para salvar o mandato. Página 10

Governo já articula reforma tributária com o Congresso

Proposta tramitaria em paralelo à da Previdência



O governo articula o envio ao Congresso de uma reforma tributária, paralelamente à tramitação das mudanças na Previdência. O Ministério da Economia trabalha em um texto a ser apresentado em maio, que englobaria propostas da sociedade civil e um projeto que já está na Câmara. O objetivo é unificar impostos e reduzir alíquotas. Não está descartada a criação de um tributo sobre movimentações financeiras. Página 19

Número de pardais nas rodovias federais cai de 5,5 mil para 440

Decisão de Bolsonaro de cancelar licitação de oito mil radares pode acabar com a fiscalização eletrônica nas rodovias federais. Hoje só funcionam 440 dos 5,5 mil pardais que existiam em julho. Acidentes caíram 47%. Página 4

Bolsonaro repete que nazismo é de esquerda no Museu do Holocausto

Em visita ao memorial, presidente Bolsonaro e chanceler Ernesto Araújo insistem na tese, contestada por historiadores do próprio local, cujo site descreve movimento chefia do por Hitler como “grupos radicais de direita”. Página 24

Novo corte de verba ameaça pagamento de 80 mil bolsas de estudo

Com o anúncio do contingenciamento de 42% das verbas do Ministério da Ciência e Tecnologia, entidades científicas alertam que dinheiro para auxílio a 80 mil alunos e pesquisadores, de 11 mil projetos, acaba em julho. Página 27

Temer vira réu em dois processos e é alvo de nova denúncia

O juiz Marcelo Bretas tornou réu o ex-presidente Michel Temer em duas denúncias sobre Angra 3, ao lado do ex-ministro Moreira Franco e de outras 12 pessoas. Em nova ação, o MP acusa Temer e filha de lavagem de dinheiro. Página 8

Merval Pereira

Clima conturbado espera presidente na volta de Israel Página 2

Míriam Leitão

Ataque ao IBGE pelo governo vai além da ignorância Página 20

Bernardo Mello Franco

Com Bolsonaro, pior para os fatos Página 6

Elio Gaspari

Lula em casa seria gesto de pacificação Página 3

------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo faz pacote com 4 frentes para destravar a economia

Medidas para aumentar a produtividade incluem qualificação profissional e menos burocracia



O Ministério da Economia prepara pacote de medidas para tentar destravar a atividade econômica, com propostas para aumentar a produtividade e diminuir o desemprego. Serão quatro grandes planos, previstos para ser colocados em prática em 90, 180 e 360 dias. O primeiro a ser lançado será o Simplifica, com 50 medidas para desburocratização do setor produtivo. O eSocial, formulário digital no qual os empregadores repassam informações dos trabalhadores ao governo, deve ficar mais fácil de ser usado. Em outra frente, o Emprega Mais será voltado para a qualificação de pessoal e usará recursos do governo e parte do que é destinado hoje para o Sistema S. Vales serão oferecidos para empresas e trabalhadores investirem em treinamento. O Pró-mercados será destinado à retirada de barreiras regulatórias, para facilitar a entrada de novas empresas no mercado. Por fim, o Brasil 4.0 traz medidas para estimular a modernização da gestão de empresas. ECONOMIA / PÁG. B1

TCU vota hoje teto salarial de R$ 39,2 mil para estatais

Os salários de estatais federais estão na mira do Tribunal de Contas da União (TCU). Uma auditoria nos pagamentos dessas empresas nos últimos anos questiona o grau de dependência delas do Tesouro Nacional e sugere que, por serem capitalizadas com dinheiro da União, devem cumprir o teto salarial de R$ 39.293,32. O processo, relatado pelo ministro Vital do Rego, deve ser votado hoje no plenário do TCU. A remuneração de um executivo do BB e do BNDES é de cerca de R$ 87 mil. Na Caixa, R$ 60 mil. Na Petrobrás, o salário supera R$ 195 mil. ECONOMIA / PÁG. B3

Militares e ‘olavistas’ disputam Secom e Apex

O presidente Jair Bolsonaro terá de arbitrar uma forte disputa interna em cargos-chave do governo. Ele terá de decidir qual será o novo formato da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom). Nos últimos dias, uma acirrada troca de farpas entre o escritor Olavo de Carvalho e o ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, escancarou a queda de braço na condução da comunicação do Planalto. O controle da Apex, agência de exportações, também é alvo de disputa. POLÍTICA / PÁG. A4

Bolsonaro diz em Israel que nazismo é de esquerda

Horas depois de visitar o Museu do Holocausto, em Israel, Jair Bolsonaro voltou a dizer que o nazismo foi um movimento de esquerda. “Não há dúvida. Partido Socialista”, afirmou, quando questionado se concordava com as declarações do chanceler, Ernesto Araújo, na mesma linha. Historiadores israelenses ficaram surpresos. “Nunca ouvi isso antes. Não sei do que eles estão falando”, disse Uzi Rabi, da Universidade de Tel-Aviv. INTERNACIONAL / PÁG. A12

Temer vira réu em duas denúncias do caso Eletronuclear

Michel Temer, Moreira Franco e mais dez pessoas se tornaram réus ontem por desvios na Eletronuclear em duas denúncias aceitas pelo juiz Marcelo Bretas. Em São Paulo, o MPF protocolou denúncia contra o ex-presidente e mais três por lavagem de dinheiro na reforma da casa da filha. POLÍTICA / PÁG. A8

Maia descarta mudar regra rural e de idoso carente

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse ontem que as mudanças no benefício pago a idosos de baixa renda e na aposentadoria rural não vão sobreviver à comissão especial que analisa a reforma da Previdência. Governo já admite tirar os pontos da proposta. ECONOMIA / PÁG. B4

Auditorias se recusam a checar barragens da Vale

Vera Magalhães

Alguns políticos não irão sozinhos falar com Bolsonaro e chamaram deputados e senadores como “testemunhas”. POLÍTICA / PÁG. A6

NOTAS & INFORMAÇÕES

Lava Jato e Mãos Limpas

A Lava Jato só é equiparável no mundo à Operação Mãos Limpas, deflagrada na Itália nos anos de 1990, em que pesem os desdobramentos bastante distintos de cada uma das operações. PÁG. A3



Um milagre às avessas

Num milagre econômico ao contrário, a indústria recuou dez anos. PÁG. A3

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo

Manchete: Doria critica guru de Bolsonaro e diz que é erro comemorar golpe

Para governador de SP, haverá caos social e econômico se reforma da Previdência não for aprovada neste semestre



O governador de SP, João Doria (PSDB-SP), diz que tem “bom diálogo” como presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas criticou, em entrevista a Mônica Bergamo, iniciativas como a comemoração do golpe de 1964: “Não se pode apagar o passado”. Para ele, não é possível negar que houve ditadura. Doria também defendeu o vice-presidente, Hamilton Mourão, dos ataques de Olavo de Carvalho, guru do presidente, “alguém que nem sequer vive no Brasil e cuja opinião, para mim, não tem valor”. Ele nega que esteja se distanciando de Bolsonaro após desgaste do presidente: “Não estou colando nem descolando”. Defendeu também urgência na aprovação da reformada Previdência, sem o que “todos mergulharão no caos”. Poder A6 e A7

‘Associação com nazismo visa denegrir direita’, diz chanceler

O ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) afirmou em Jerusalém que uma nova vertente de pesquisadores vê semelhanças entre o movimento nazista e a extrema esquerda e sugere que as pessoas estudem e “leiam a história de uma perspectiva mais profunda”. O presidente Jair Bolsonaro (PSL), que visitou ontem o Museu do Holocausto, disse a jornalistas que concordava com a posição de seu chanceler. “Não há dúvida. Partido Socialista... Como é que é? Da Alemanha. Partido Nacional Socialista da Alemanha.” Mundo A12



 

Agronegócio pede empenho para aprovar reforma

As 44 maiores entidades do agronegócio brasileiro, que representam 90% do setor, divulgaram carta dirigida ao presidente Jair Bolsonaro (PSL),pedindo ao mandatário e ao Congresso empenho na aprovação da reforma da Previdência. Mercado p. 6

Temer, Moreira e outros 12 se tornam réus na Lava Jato do Rio A4

Elio Gaspari

Lula deveria ser transferido para prisão domiciliar



Lula completará um ano de prisão. Para quem vive com a cabeça quente, ele deve “apodrecer na cadeia”. Precedentes mostram que seria melhor transferi-lo para prisão domiciliar. Poder A8

Editoriais 

Sangue frio

Sobre chances de aprovação da nova Previdência.



Educação de resultados

Acerca de avaliação de dirigentes de ensino em SP.

Deixe seu Comentário