Campo Grande/MS, 19 de Setembro de 2018

Destaques

Crianças com HIV/Aids recebem brinquedos e jogos educativos confeccionados por internos

Redação TerereNews
Foto: criancas criancas
criancas

Campo Grande (MS) – Mais de 200 brinquedos pedagógicos e jogos educativos confeccionados por custodiados que estudam dentro das unidades penais da Capital foram doados às crianças da Instituição Lar dos Sonhos Positivos (Afrangel), como parte do projeto Conecta – Identidade.


Cerca de 340 reeducandos matriculados nos ensinos fundamental e médio do EPFIIZ, da Máxima e do IPCG participaram das atividades durante 2017.

A iniciativa é uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a EE Polo Professora Regina Lúcia Anffe Nunes Betine, e integra diretrizes da Secretaria de Estado de Educação (SED).

Dentre os brinquedos entregues estão casinhas de bonecas feitas com papelão, trens, quebra-cabeça, livros de pano, carrinhos com garrafa pet, polvo em crochê, dominó, carrinho de pneu, brinquedos em madeira, e muitas outras peças; tudo confeccionado com produtos recicláveis.

A entrega aconteceu em dezembro e possibilitou levar diversão e esperança a 43 crianças, entre 0 e 12 anos de idade, portadoras do HIV/Aids.


Dentre os brinquedos entregues estão casinhas de bonecas feitas com papelão.

Ao todo, cerca de 340 reeducandos matriculados nos ensinos fundamental e médio do Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi (EPFIIZ), do Jair Ferreira de Carvalho (Máxima) e do Instituto Penal de Campo Grande (IPCG) participaram das atividades durante todo o ano. O projeto é multimodular já que engloba todas as disciplinas escolares, e além da confecção de brinquedos, os alunos também assistiram a palestras com psicólogos e filmes relacionados com o tema identidade.

Segundo a diretora da escola, Cacilda Inácio da Silva, também foram desenvolvidos com os internos o projeto Quem Sou Eu: Constituição da Identidade por Intermédio das Tecnologias Educacionais. O objetivo foi de levar os estudantes a uma reflexão sobre sua formação identitária e profissional por meio das diferentes estratégias educacionais e tecnológicas, para que pudessem contribuir positivamente com a sociedade.


Mais de 200 brinquedos pedagógicos e jogos educativos confeccionados por custodiados foram doados para a Afrangel.

Na visão da diretora, essas ações contribuem para a reintegração dos custodiados, já que beneficia a comunidade, desenvolvendo atitudes éticas para formação de cidadãos comprometidos com o bem estar social. “Foi emocionante ver a alegria das crianças ao receberem os brinquedos e mostramos as fotos da entrega aos alunos que ficaram satisfeitos e ainda mais motivados em ver o retorno concreto à sociedade que proporcionaram”, destacou Cacilda e afirmou que neste ano, a ideia é dar continuidade nos projetos de forma a ampliar as instituições beneficiadas.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, manter os internos motivados e incentivar as boas atitudes contribui, consideravelmente, durante o cumprimento de pena. “Precisamos devolver à sociedade cidadãos melhores, e possibilitar a interação entre sistema prisional, educação e comunidade aumenta a chance de ressocialização e a redução da reincidência criminal”, finalizou o dirigente.

Tatyane Santinoni – Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen)

Fotos: Divulgação

Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

 

 

Deixe seu Comentário