Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Setembro de 2019

Manchete dos Jornais

Confira as Manchetes dos Jornais desta segunda (22)

EBC
Foto: Divulgação / Assessoria manchetejpg.jpg

22 de julho de 2019

O Globo

Manchete: Alvo de reforma, custo da elite de servidores é o triplo dos demais

Salário inicial acima de R$ 20 mil, perto do topo da carreira, deverá sofrer mudanças



Dados do Ministério da Economia, que prepara uma reforma administrativa para ser enviada ao Congresso, mostram que o custo da elite do funcionalismo para a União corresponde, na média, a quase o triplo da despesa com os outros servidores. As cinco carreiras mais bem remuneradas no Executivo reúnem 13.800 trabalhadores, com gasto por pessoa de R$ 421 mil por ano; para os 608 mil restantes, o custo per capita é de R$ 167 mil. O salário inicial ultrapassa os R$ 20 mil e fica apenas 30% abaixo do topo dessas carreiras — e deve ser um dos alvos das mudanças. (PÁGINA 15)

Projetos para a segurança ganham força em Assembleias

Na esteira do pacote anticrime enviado ao Congresso por Sergio Moro, projetos ligados à segurança pública tomaram as pautas de Assembleias Legislativas. O número de propostas para a área nos estados subiu 53,6% no começo desta legislatura, comparado com quatro anos atrás. (PÁGINA 4)

Fogo amigo agora mira porta-voz de Bolsonaro 

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, entrou na mira de aliados de Jair Bolsonaro, como o filho Carlos e o secretário de Comunicação, Fabio Wajngarten. O ponto mais recente de atrito são os cafés da manhã com jornalistas, considerados ineficazes para melhorar a imagem de Bolsonaro. (PÁGINA 6)

Casos de hepatite viral têm alta de 20% em uma década

Crescimento pode estar ligado a aumento das notificações. Brasil tem compromisso de eliminar hepatite C até 2030. (PÁGINA A19))

------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo

Manchete: Leilão da telefonia 5G pode movimentar R$ 20 bilhões

Previsão é do relator do edital e conselheiro da Anatel; metade desse valor deve ir para o caixa do governo



Relator do edital do leilão de frequências para a quinta geração da telefonia celular, o conselheiro da Anatel Vicente Aquino disse ao Estado que o 5G deve movimentar cerca de R$ 20 bilhões no País, sendo que metade desse total irá para o caixa do governo – o restante serão investimentos. O leilão está previsto para março de 2020. Um dos problemas previstos é o das antenas parabólicas, presentes em 19 milhões de residências e que sofrem interferência de sinal na faixa de 5G. Aquino defende que o edital preveja solução para que essas famílias não sejam prejudicadas. A proposta já está em audiência pública. A ideia é que o 5G, que pode revolucionar a indústria e as relações entre consumidores e máquinas, esteja disponível nas grandes capitais a partir de 2021. (ECONOMIA / PÁGS. B1 e B4)

Nos TCEs, há quem ganhe mais do que o presidente

Tribunais de contas dos Estados vão na contramão do STF e pagam a servidores “penduricalhos” que tornam seus ganhos maiores do que os de um ministro do STF ou do presidente da República. No MT, há um “vale-livro” anual que já chegou a R$ 70,9 mil. Em GO, um procurador novato recebeu R$ 39,29 mil no primeiro mês, mesmo valor do teto constitucional. (POLÍTICA / PÁG. A4)

'Há má vontade com o pacote anticrime'

Coordenador da “bancada da bala”, deputado diz que o projeto do ministro da Justiça pouco avançou na Câmara nos últimos meses porque “há pessoas publicamente contrárias a Sérgio Moro e à Lava Jato”. (POLÍTICA / PÁG. A6)

80% dos presos brasileiros não têm documentos

Segundo o ministro Dias Toffoli, presidente do Conselho Nacional de Justiça, calcula-se que 797 mil presos não têm documentos básicos para a cidadania, como RG e CPF. (METRÓPOLE / PÁG. A11)

EUA acusam Venezuela de agir com agressividade

Os EUA disseram que a Venezuela enviou caça para perseguir avião militar americano em zona internacional. Venezuelanos dizem que aeronave estava em seu espaço aéreo. (INTERNACIONAL/ PÁG. A7)

Bolsonaro privilegia bases eleitorais (POLÍTICA / PÁG. A5)

Cida Damasco

Simplificação é o mote da reforma tributária, mas o público em geral quer menos impostos. (ECONOMIA / PÁG. B4)

Notas&Informações

Os impulsos do presidente 



A esta altura, está mais do que evidente que Jair Bolsonaro não sabe agir com a impessoalidade que há de caracterizar o exercício da Presidência da República. (PÁG. A3)



Informação e autonomia 



Pesquisa realizada pelo Ipsos em 27 países revelou que o Brasil é o quarto país do mundo que mais confia em jornais e revistas. (PÁG. A3)

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo

Manchete : Risco de morte da mulher sobe 8 vezes com violência

Estudo analisou cerca de 800 mil notificações e 16,5 mil mortes de 2011 a 2016



Mulheres brasileiras expostas a violência física, sexual ou mental têm risco de mortalidade equivalente a oito vezes o da população feminina em geral, diz estudo baseado em dados do Ministério da Saúde que envolveu pesquisadores de USP, UFMG e Universidade de Toronto.



A pesquisa analisou cerca de 800 mil notificações de violência contra mulheres feitas por serviços de saúde e 16,5 mil mortes associadas a elas de 2011 a 2016 e cruzou as informações com os registros de morte que estão no SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade). “É a crônica da morte anunciada. Temos a agressão, o endereço da mulher e do agressor, sabemos que ela corre o risco de morrer, e no final ela morre”, diz a médica Fatima Marinho, da USP, uma das autoras do estudo. “Não estamos conseguindo atuar preventivamente.”



Daniel Cerqueira, coautor do Atlas da Violência, afirma que órgãos do Estado, como a polícia, deveriam ser avisados. Para ele, rondas periódicas podem evitar atos violentos. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, não foi encontrado para comentar o estudo. (Cotidiano BI)

Jabutis caem da reforma da Previdência do governo

A Câmara derrubou jabutis da proposta original da reforma da Previdência, apresentada por Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.



Os jabutis são medidas inseridas em um projeto sem relação direta com o tema principal. Para especialistas, a prática não é ilegal, mas questionável. A Secretaria da Previdência não se pronunciou. (Mercado A11)

 

Entrevista da 2a. 

Tereza Cristina ‘Não acredito em sustentabilidade com miséria’



A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, diz não crer em preservação ambiental com miséria. Ela defende que produtores rurais sejam recompensados por áreas que conservarem. “Onde tem miséria você não vai preservar!’.(Página A10)

 

Posso ser demitido, mas Inpe resistirá a ataques, diz diretor (Ambiente B4)

PSL, de Bolsonaro, terá R$ 480 mi se fundo for ampliado

Suspeito de usar candidatas laranjas em 2018, o PSL será dono da maior fatia pública de recursos nas eleições de 2020. A sigla receberá R$ 480 milhões se o Congresso ampliar o fundo para candidatos. (Poder A4)

 

Mathias Alencastro

Brasil em nova era leva 0 Itamaraty a risco de implosão (Mundo A9)

 

País se alinha a EUA, diz Bolsonaro sobre navios

A Petrobras não forneceu combustível para navios do Irã no porto de Paranaguá. “Estamos alinhados à política deles [EUA]”, disse o presidente. (Mundo A8)

 

Medida provisória amplia as apostas em corridas de cavalo

A MP da Liberdade Econômica pode resultar na ampliação de jogos e receitas obtidas com o turfe. Entidades promotoras de corridas terão aval para promover loterias vinculadas aos páreos ou aos seus resultados. (Mercado A14)

 

Editorial

Censura com filtro Sobre crítica obscurantista de Bolsonaro a filme.



Pagando o pato a respeito de regulação dos gigantes da internet. (Opinião A2)

 

------------------------------------------------------------------------------------

Deixe seu Comentário