Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Setembro de 2019

Manchete dos Jornais

Confira as Manchetes dos Jornais desta quinta (25)

EBC
Foto: Divulgação / Assessoria manchetejpg.jpg

25 de julho de 2019

O Globo

Manchete: Ataques de hackers atingiram mil alvos dos três Poderes

Dados obtidos pela PF mostram que esquema mirou ministros, desembargador e políticos

Após obter dados de sistemas de telefonia, a Polícia Federal estima que ao menos mil pessoas tiveram contas do aplicativo Telegram invadidas por hackers, entre as quais autoridades dos três Poderes, como os ministros da Justiça e da Economia, Moro e Guedes; o desembargador Abel Gomes e políticos. Condenado anteriormente por estelionato, Walter Delgatti Neto é apontado como chefe do esquema, e teria confessado. Outros dois suspeitos presos, Gustavo Henrique Elias Santos e Suelen Priscila de Oliveira, movimentaram R$ 627 mil em seis meses, quantia incompatível com a renda do casal. A PF apreendeu R$ 100 mil na casa deles. Páginas 4 e 6

 

Retirada anual do FGTS terá 7 faixas

Saque-aniversário de conta ativa ou inativa entra em vigor ano que vem

O uso de recursos do FGTS pelos trabalhadores terá novas regras a partir de 2020, como parte do plano de reestruturação do Fundo. Serão permitidos saques anuais de contas ativas ou inativas na data de aniversário do cotista. As contas serão divididas em sete faixas relativas ao saldo, de até R$ 500 a mais de R$ 20 mil. Para cada faixa foi estabelecido um percentual de saque. Quem optar pelo saque-aniversário não poderá retirar o valor total da conta em caso de demissão sem justa causa. A partir de setembro deste ano, todos os trabalhadores poderão fazer saque emergencial de R$ 500 de cada conta do FGTS. Quem tiver três contas poderá sacar R$ 1.500. Páginas 15 a 17

TCM vai fazer devassa em obras emergenciais

Todas as obras emergenciais iniciadas sem contrato da Secretaria municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH) serão alvo de inspeção pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). A medida atinge ainda órgãos vinculados à SMIH, como GEO-Rio, Rio-Urbe e Rio-Aguas. Relatórios serão concluídos em 30 dias. Página 9

 

MP-RJ vê risco para sua atuação em recurso de Dodge sobre Coaf Página 7

Importações do Brasil sob risco, ameaça o Irã Página 22

Patrícia Kogut

‘Streaming’ consagra séries curtas Segundo Caderno

 

Merval Pereira

É necessário saber quem financiou os hackers Página 2

------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo

Manchete: Hacker diz à polícia que deu a site acesso a conversas de Moro

Walter Delgatti Neto afirmou que conhece Greenwald, do Intercept; jornalista não falou sobre fonte de vazamentos. Cúpula dos Três Poderes foi alvo dos suspeitos

Um dos presos sob suspeita de hackear o celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro, entre outras autoridades, Walter Delgatti Neto afirmou a investigadores que deu acesso às mensagens capturadas ilegalmente ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept, revelam Fausto Macedo e Andreza Matais. Ele disse ainda que conhece o jornalista. As informações serão investigadas pela PF - a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telemático de Delgatti foi autorizada pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília. Desde 9 de junho, o site tem divulgado supostas conversas trocadas entre Moro e procuradores da Lava Jato. A defesa do jornalista disse, em nota, que “não comenta assuntos relacionados à identidade de suas fontes anônimas”. Além de Delgatti, outro preso pela PF na terça, Gustavo Santos, confirmou à polícia que teve acesso a mensagens de autoridades. Também estão presos Suellen Oliveira e Danilo Marques. Apreensões feitas pela PF nos endereços dos quatro revelaram que mais de mil números de telefones foram hackeados. As vítimas incluem integrantes da cúpula dos Três Poderes e jornalistas. Moro comentou o caso nas redes sociais. Sem citar nomes, ele afirmou que “pessoas com antecedentes criminais” são a “fonte de confiança daqueles que divulgaram supostas mensagens obtidas por crime”. Política / págs. A4 a A6

Problemas com a Justiça

Suspeitos têm ficha extensa

Dois dos presos já tiveram problemas com a Justiça. Walter Delgatti Neto, o “Vermelho", responde a processos por estelionato, falsificação de documentos e furto. Gustavo Santos já foi condenado por receptação. Pág. A5

 

PF quer saber se presos foram ‘patrocinados’

PF investiga se presos receberam dinheiro para hackear o celular de autoridades. Policiais encontraram R$ 100 mil na casa de Gustavo Santos. Ele e a mulher teriam movimentado R$ 627 mil. Pág. A6

 

FGTS terá saques de até R$ 500 e no ‘aniversário’

O governo confirmou a liberação de saques de até R$ 500 da conta ativa do FGTS e de cada uma das eventuais contas inativas do trabalhador, conforme antecipou o Estado. O prazo para as retiradas vai de setembro de 2019 a março de 2020. O calendário será divulgado em 5 de agosto. Também em 2020 haverá a opção saque aniversário. Ela permitirá ao cotista sacar parte do FGTS, mas veta o resgate da totalidade do fundo em caso de demissão. Economistas alertam que, quanto maior o saldo, menos interessante é essa opção. Os saques do FGTS e do PIS-Pasep devem injetar R$ 42 bilhões na economia. Economia / Págs. B1, B3 e B4

Com navios parados, Irã ameaça cortar comércio com Brasil

Com dois navios parados em Paranaguá desde junho, o Irã ameaçou cortar importações de milho, soja e carne do Brasil. A Petrobrás se nega a abastecer cargueiros por causa de sanção dos EUA. Internacional/ Pág. A8

 

BR Distribuidora inaugura ‘controle pulverizado’

A privatização da BR Distribuidora inicia um novo modelo de negócios no País: o de empresa de controle pulverizado, mas com um sócio estatal como principal acionista. O desenho dessa nova companhia foi feito pela Petrobrás antes da venda de ações, anteontem. Economia / pág. B8

 

William Waack

Brigar com dados do Inpe é tão ridículo quanto brigar com o termômetro ou o barômetro. política / pág. A5

 

Zeina Latif

Não há milagre para gerar arrancada de crescimento. Fraqueza da economia é estrutural. Economia / pág. B4

 

Notas & Informações

Roteiro para a reconstrução

Caminho proposto pelo FMI - e já desenhado em relatórios anteriores -inclui tarefas para o atual governo e para seu sucessor. pág. A3



Diligência seletiva

Chama atenção a pronta investigação dos vazamentos de informações sobre Moro. pág. A3

 

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo

Manchete: Moro liga hackers presos a vazamento de mensagens

Para ministro, grupo está por trás de divulgação de conversas sobre Lava Jato

O ministro da Justiça, Sergio Moro, associou os quatro presos por suspeita de hackear seu telefone e os de outras autoridades à divulgação de mensagens que apontam ingerência do ex-juiz na Operação Lava Jato.

Tal conexão, porém, não consta na ordem judicial que autorizou as prisões nem no pedido do Ministério Público que as fundamentou.

Em sua decisão, o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, apontou “fortes indícios” de que os quatro investigados “se uniram para violar o sigilo telefônico de diversas autoridades brasileiras via invasão do aplicativo Telegram”.

Eles foram detidos temporariamente por cinco dias, prorrogáveis por mais cinco.

A Polícia Federal informou ontem que foram identificadas movimentações financeiras suspeitas dos envolvidos. Um deles, Gustavo Santos, movimentou R$ 424 mil entre abril e junho de 2018, tendo renda mensal de R$ 2.866. Sua companheira Suelen, também detida, movimentou R$ 203 mil de março a maio de 2019, com renda de R$ 2.192 mensais.

Glenn Greenwald, fundador do Intercept, site que reitera ter obtido as mensagens de fonte anônima, disse que Moro “está tentando cinicamente explorar essas prisões para lançar dúvidas sobre a autenticidade do material jornalístico”. Poder A4

 

Flávio foi vítima de barbaridades, afirma advogado

Defensor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Frederick Wassef critica a investigação contra o senador. “O que não podemos é o poder ilimitado [...] de alguns membros do Ministério Público adentrar na vida financeira de qualquer indivíduo”, diz. Poder A7

Saques do FGTS poderão ser feitos em setembro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou ontem medida provisória que permitirá saques anuais de contas do FGTS. O limite máximo de saque deverá ser de R$ 500, para cada conta, de setembro deste ano até março de 2020.

A partir de abril, haverá a opção de “saque aniversário”, desde que o trabalhador abra mão de retirar o total do fundo em caso de demissão. Mercado A13

 

Conselho da BR será reformulado com privatização

O conselho de administração da distribuidora refletirá sua nova composição acionária. Governo e funcionários da BR não terão mais cadeiras. A Petrobrás pretende manter 3 de 9.

Desde que abriu o capital, em 2017, a empresa se valorizou 75%. Mercado A19

 

SP tem 75% dos jovens sem vacina de sarampo na infância

Cerca de 2,1 milhões de jovens de 15 a 29 anos que vivem na capital paulista não foram imunizados contra o sarampo na infância. A faixa etária corresponde à metade dos 363 casos confirmados da doença na cidade. Cotidiano B1

 

Bruno Boghossian

Investigações correm e não apagam diálogos A2

 

------------------------------------------------------------------------------------

Deixe seu Comentário