Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Outubro de 2019

Internacional

Conexão entre a SW 10 Street e Sawgrass Expressway vai sair do papel e motoristas devem se preparar para mudanças

Achei USA
Foto: Divulgação / Assessoria ajpg.jpg

Depois de anos entre projetos e debates, a conexão entre I-95 e Sawgrass Expressway pela SW10 street em Deerfield Beach está prestes a se tornar realidade. A última versão do projeto desenhado pelo Departamento Estadual de Transporte (Florida Department of Transportation – FDOT – em inglês) será apresentada ao público no dia 29 de outubro a partir das 5pm no Hotel Double Tree by Hilton (100 Fairway Drive. O evento é grátis e aberto ao público.
Atualmente, motoristas na região leste de Deerfield Beach (próximo a I-95 e região do Tivolli Park) que querem usar a Sawgrass Expressway e finalmente conectar com a Turnpike precisam dirigir 2.5 milhas com vários semáforos. Pelo projeto, uma linha expressa será construída ao longo da SW 10 Street, uma das principais da região de Deerfield Beach, oferecendo rapidez aos motoristas.
O FDOT afirma que o volume de carros na região tem crescido muito nos últimos 15 anos e a projeção é que continue a crescer trazendo problemas para o trânsito local. Durante as obras, o trânsito deve sofrer alterações, mas o FDOT garante que a longo prazo, o corredor entre I-95 e Expressway vai trazer muitos benefícios para a comunidade.
A construção dessa linha expressa tem sido uma questão em estudo e debate desde meados de 1985. Muitas associações de moradores são contra a nova linha expressa. Eles alegam que o valor das propriedades pode ser afetado negativamente devido ao barulho excessivo; os comerciantes também não estão satisfeitos, eles acreditam que a região vai ser transformada em uma rodovia o que pode afetar os negócios.
O último plano desenhado pelo FDOT traz algumas sugestões para lidar com a opinião negativa dos futuros vizinhos da nova linha expressa. Uma das soluções seria uma linha subterrânea, ou parcialmente subterrânea. O FDOT também informou que uma área para pedestres e ciclistas está incluída no projeto. 
Seja qual for a opção que o FDOT usar, a obra não vai sair barato. No momento estima-se que o projeto custe entre $635 a $740 milhões. O início das obras está marcado para 2022, e deve durar de três a quatro anos.
Moradores vão poder opinar sobre a obra durante a audiência pública no dia 29 de outubro no Doube Tree Hotel. Quem não puder comparecer pode assistir de casa à apresentação do projeto ao vivo através do facebook a partir das 6:30pm, ou fazer o registro pelo fdot.gov/projects/sw10st para assistir através do website GoToWebinar.
Outros detalhes sobre o projeto do FDOT no website https://www.fdot.gov/projects/sw10st/.

Deixe seu Comentário