Campo Grande/MS, 19 de Setembro de 2018

Campo Grande

Cidade do Natal terá preços de R$ 3 à R$ 18 e vereador propõe ação social o ano todo

Redação TerereNews
Foto: andre-salineiro andre-salineiro
andre-salineiro

A Cidade do Natal terá 14 empresas associadas a Abrasel-MS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), a partir de 8 de dezembro. Serão bares, restaurantes, lanchonetes e confeitarias; além de 10 micro-empreendedores. As informações foram reveladas pelo vereador André Salineiro, na sessão desta quinta-feira (30).  Salineiro pediu apoio da associação em projeto que vai apresentar para preservar o espaço o ano todo, com ações sociais a cada mês.  
 

Neste Natal, a Abrasel fará preços acessíveis, variando de R$ 3 à R$ 18; com diversos pratos, doces e bebidas. Devem ser gerados mais de 90 postos de trabalho. Os micro-empreendedores servirão churros, pipoca, algodão doce, maçã do amor e acarajé. A associação de responsabilizará pela alimentação de 40 monitores que atenderão crianças carentes com lanches, refrigerantes e brincadeiras e investirá R$ 400 mil em estrutura e equipamentos. 

“Parabenizo a Prefeitura por encontrar uma forma de realizar esta ação sem gastar dinheiro público e também a Abrasel por se disponibilizar a fazer essa parceria, se empenhando em fazer preços populares e o mais importante que é a contrapartida social, atendendo crianças carentes. Vou apresentar um projeto para que durante o ano todo haja uma ação social, desta vez, contemplando as entidades beneficentes e novamente com a colaboração da Abrasel, porque a grande preocupação nossa é a conservação do local durante o ano todo para que não tenha que ter um alto gasto todo fim de ano, como vinha ocorrendo”, comentou Salineiro. 

Ano inteiro – O vereador está elaborando um projeto para que o espaço da Cidade do Natal seja utilizado o ano todo, se mantenha conservado e não haja desperdício de dinheiro público para reforma, como sempre ocorre na véspera do Natal. O projeto “Campo Grande Solidária” será uma grande ação com entidades beneficentes comercializando produtos, capacitações, shows e outras apresentações artísticas; além de serviços sociais, como emissão de RG, exames, entre outros.

Foto: Izaías Medeiros/CMCG

Deixe seu Comentário