Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Setembro de 2019

Economia e Negócios

Caixa vai mudar forma de cálculo do novos contratos da casa própria

Correio Braziliense
Foto: Divulgação / Assessoria caixajpg.jpg

A próxima semana começa com boas novidades para os caminhoneiros e para quem deseja comprar a casa própria. A Caixa Econômica Federal (CEF) vai anunciar, na segunda-feira, um pacote de renegociação de dívidas voltadas para os donos de caminhão. No dia seguinte, o banco lançará uma nova linha de crédito imobiliário indexado ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que acumula alta de 3,22% em 12 meses encerrados em julho.
As medidas foram anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro, em uma live realizada na noite desta quinta-feira (15/8) pelas redes sociais, ao lado do presidente da instituição financeira, Pedro Guimarães. “A Caixa vai anunciar terça-feira que vem, uma coisa que vai mudar a vida dos brasileiros. Na verdade, o senhor (presidente) vai anunciar. A parte do crédito imobiliário vamos mudar, pois o presidente vai anunciar em conjunto com a gente. Não podemos mexer em contratos antigos, mas vai gerar bastante demanda, emprego. Vai ser algo revolucionário”, disse Guimarães.
Pouco depois, o Banco Central soltou uma nota confirmando que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, em reunião extraordinária, resolução que estende ao Sistema Financeiro de Habitação (SFH) empréstimos com taxas pela inflação. O SFH são linhas de crédito que permitem o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
Sobre os caminhoneiros, Guimarães afirmou que a Caixa tem renegociação com 3 milhões de pessoas com até 90% de desconto e que 600 mil pessoas evitaram perder suas casas. “Com os caminhoneiros são 100 mil que têm algum tipo de dívida com o banco; 50 mil com dívida de cartão de crédito. Nós temos volume significativo de caminhoneiros que podem evitar perder a casa própria.”
Bolsonaro afirmou ainda que conversa com o BNDES e outros bancos para que o benefício seja estendido. “Os caminhoneiros, por uma questão de justiça, vão ser atendidos a partir de segunda-feira, na Caixa”, afirmou.
 Ingrid Soares 
Rosana Hessel
 

Deixe seu Comentário