Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 21 de Março de 2019

Agro e sustentabilidade

Cadeia produtiva da piscicultura em plena expansão no vizinho Mato Grosso

Assessoria de Comunicação
Foto: Rafael Manzutti Psicultura em Mato Grosso
Psicultura em Mato Grosso

Com 2.500 produtores cadastrados no Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), sendo 10 de alevinos e uma produção de mais de 62 mil toneladas a cadeia da piscicultura está em pleno desenvolvimento em Mato Grosso. O estado conta ainda com sete fábricas de ração para peixes e 11 frigoríficos.

De acordo com o presidente da Aquamat, Daniel Melo, apesar do mercado promissor e da cadeia estar em pleno desenvolvimento, ainda há muitos desafios a serem vencidos. Dentre eles, o de integrar todos os elos da cadeia. Outro é a estimulação da segmentação da produção em alevinagem, recria e engorda. “Mas não é só isso, há ainda a necessidade de investimento em pesquisa de melhoramento genético das espécies nativas e híbridos e a capacitação de mão de obra”.

Para atender a necessidade de mão de obra capacitada demandada para atender a cadeia produtiva da piscicultura, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) oferece diversos treinamentos. Dentre eles um de construção de viveiros escavados, tanques – redes e monitoramento da água, piscicultura, planejamento e desenvolvimento da piscicultura. Além destes, o SENAR-MT em parceria com os sindicatos rurais também oferece um treinamento de 40 horas de transformação caseira de produtos de origem animal em embutidos, defumados e beneficiamento e conservação do pescado.

Deixe seu Comentário