Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Outubro de 2019

Internacional

Brasileiros são indiciados em NY por contrabando de imigrantes

Gazeta News
Foto: Divulgação / Assessoria brasileirosjpg.jpg

Dois cidadãos brasileiros, Tiago Mello-Lima, 32 anos, e Renan Portela Bandeira De Souza, 32, foram indiciados ​​por um júri no Tribunal Federal de Nova York acusados de contrabando de imigrantes do Canadá para os Estados Unidos.
Segundo o Departamento de Justiça do Distrito Oeste de Nova York, os dois brasileiros que vivem no Canadá foram acusados de conspiração para trazer estrangeiros para os Estados Unidos para obter vantagens comerciais e ganhos financeiros privados e trazer um estrangeiro para os Estados Unidos em um local que não seja um porto de entrada designado.
Ao todo, eles teriam contrabandeado oito imigrantes para os Estados Unidos entre agosto de 2018 e 28 de abril de 2019, segundo o procurador federal assistente, Charles Kruly, que cuida do caso.
Mello-Lima teria trazido de forma ilegal seis imigrantes e enfrenta uma sentença mínima obrigatória de cinco anos de prisão e um máximo de 15 anos se condenado, enquanto De Souza é acusado de trazer ilegalmente dois estrangeiros e enfrenta uma sentença mínima obrigatória de três anos de prisão e um máximo de 10 anos se condenado.
Renan Portela Bandeira De Souza ouviu formalmente as acusações do juiz e aguarda a audiência de detenção marcada para quinta-feira, 10 de outubro de 2019. Tiago Mello-Lima será agendado para a acusação em uma data posterior.
A acusação é o resultado de uma investigação da Patrulha de Fronteira dos EUA, sob a direção do Agente Chefe de Patrulha Eduardo Payan, e da Homeland Security Investigations, sob a direção do Agente Especial encarregado Kevin Kelly.

Deixe seu Comentário