Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Março de 2019

Nacional

Bolsonaro tenta revogar nomeação de Marun na Itaipu Binacional, ex-ministro segue no cargo

Estadão Conteúdo
Foto: Tereré News Ex-ministro, Carlos Marun
Ex-ministro, Carlos Marun

Além do ex-ministro de Michel Temer, Carlos Marun, o governo tem outros cinco conselheiros na Itaipu Binacional.

Entre eles, está Samantha Meyer, ex-mulher do ministro Gilmar Mendes, e Orlando Pessuti, que leva o mesmo nome do pai, o ex-governador do Paraná Orlando Pessuti.

No apagar das luzes, o ex-presidente Michel Temer nomeou o então ministro da Secretaria de Governo para o Conselho da Itaipu Binacional. O posto garantiria salário de R$ 27 mil para participar de uma reunião a cada dois meses.

A Coluna revelou que, ao saber da nomeação, o presidente Jair Bolsonaro ficou contrariado e determinou a revisão do ato. Acabou mudando de ideia após ser informado por sua assessoria jurídica de que, por se tratar de um “ato jurídico perfeito”, a nomeação não poderia ser revogada.

Até o momento, Marun segue no cargo, mesmo havendo uma brecha no estatuto da empresa que permite sua exoneração.

Deixe seu Comentário