Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Setembro de 2019

Economia e Negócios

Bitcoin pode dobrar de preço nos próximos seis meses?

Live Coins
Foto: Divulgação / Assessoria aajpg.jpg

De acordo com um analista, o Bitcoin poderá dobrar de preço nos próximos seis meses. Isso seria reflexo de uma maior capitalização de mercado, que colocaria o BTC em destaque como ativo financeiro.
O índice Dow Jones é a composição de trinta ações do mercado financeiro norte-americano. De acordo com o analista de ações e criptomoedas Ronnie Moas, o Bitcoin possui um valor de mercado superior à maioria das empresas que compõem este índice. Com isso, é esperado que o Bitcoinesteja com capitalização equiparada às três principais ações do Dow Jones.
Bitcoin poderá dobrar de preço nos próximos meses de acordo com analista
O preço do Bitcoin é cotado em cerca de U$ 10,800, ou R$ 43 mil, nesta segunda (19). Entretanto, há quem indique que há potencial de extrema valorização para os próximos meses segundo alguns analistas.
Um dos entusiastas que compartilhou sua visão é Ronnie Moas, que afirmou que o BTC pode dobrar de valor. Para Moas, o Bitcoin poderá se valorizar até U$ 28 mil por unidade. O analista disse ainda que o Bitcoin chegará nessa meta nos próximos 6–12 meses.
Para Moas, o Bitcoin já vale mais que metade das ações que compõem o índice Dow Jones. Com a extrema valorização, o BTC poderia chegar a patamares das primeiras posições do índice. Com isso, se comparar o Bitcoin com ações, situação apenas hipotética visto que o BTC é uma moeda, este se posicionaria entre às três primeiras posições do Dow Jones.
Há uma série de fatores positivos que podem impulsionar o preço do Bitcoin
Alguns investidores certamente esperam boas notícias para entrar em um ativo, considerando o Bitcoin como um. Nesta modalidade, pessoas que consideram a compra da moeda e esperam por uma valorização para vendê-la, há alguns fatores positivos nos próximos meses que podem impulsionar o preço do BTC.
De acordo com o analista Alex Krüger, alguns destaques poderiam trazer grande impacto ao preço. O analista citou os seguintes pontos para observação:
Chegada da Bakkt em 23 de setembro;
Possíveis novidades de grandes corretoras que são aguardadas, como: Fidelity, Ameritrade, ETrade;
Interesse de investidores HNWI e traders macro;
Aumento da tendência de investidores de varejo;
Alguma narrativa macro que possa acontecer trazendo impacto no Bitcoin;
Finalmente, um aumento do interesse por parte dos chineses, que triplicou o número de buscas no Baidu em 2019.
O analista disse ainda que o preço do Bitcoin poderá dobrar caso supere os U$ 20 mil nos próximos meses. Para Krüger, se esta alta histórica for rompida, o Bitcoin poderia chegar em U$ 50 mil de forma rápida. O analista enfatizou, entretanto, que apenas investidores de longo prazo poderão ver este possível movimento.
Certamente, nem tudo são flores, e há ainda algumas possibilidades do Bitcoin ter novas desvalorizações. Com isso, o alerta final é que novos investidores estudem a tecnologia para evitarem serem pegos pelo chamado FOMO (Medo de ficar de fora).

Deixe seu Comentário