Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Agosto de 2019

Turismo e gastronomia

Barista ensina 5 segredos para preparar um bom café

Notícias ao Minuto
Foto: © iStock A bebida mais consumida do mundo é celebrada em 14 de abril – Dia Mundial do Café.

Quem resiste ao cheirinho de café fresco e quentinho? A bebida mais consumida do mundo é celebrada em 14 de abril – Dia Mundial do Café. O barista do Unique Cafés, Gabriel Guimarães, dá orientações para seu café ficar ainda mais gostoso. O especialista foi vencedor do Campeonato Brasileiro de Barismo 2019 e representará o Brasil no World of Coffee, competição internacional que recebe baristas do mundo todo e será realizada em junho, em Berlim.

Veja as dicas de Guimarães para deixar seu café encorpado, cremoso, perfumado e saboroso.

1) Hidrate o café

Antes de iniciar o processo de filtragem, cubra o pó de café no filtro com água quente e deixe agir por 30 a 40 segundos, até que todo o líquido seja absorvido. Só então, despeje toda a água de forma contínua. Dessa forma, o café desprenderá seu aroma e sabor e ficará mais encorpado. Se for utilizar a prensa francesa, também é importante esperar esse tempinho para o café hidratar antes de mexe-lo e prensa-lo.

Esse processo também conhecido como pré-infusão é feito de forma automática no espresso e cafeteiras elétricas. “A espessura do pó determina o tempo de pré-infusão. Quanto mais fino, mais rápido será o tempo de pré-infusão” – explica Guimarães.

2) Evite garrafa térmica

Sabe aquele café que não desce bem e causa dores no estômago? Isso pode ser efeito da fermentação que ocorre na garrafa térmica. Ao unir o calor da bebida, sua umidade e dulçor (mesmo sem açúcar), o liquido pode fermentar. A garrafa térmica pode ser útil apenas para armazenar o Cold Brew, o café servido gelado.

3) Utilize boa água

O recomendado para garantir um bom café é utilizar água que tenha um ph neutro, isto é, entre 6,5 e 7,0. Esses valores estão descritos em sua conta de água. Além disso, a água deve ser filtrada.

No caso de água mineral, a composição química calculada, descrita no rótulo, não deve ultrapassar o valor de 90mg/l. Acima desse valor, o sabor do café pode ser alterado. Além disso, há um mito de que a água não pode ser fervida. “Pode ferver, só não deixe ferver por muito tempo”.

4) Armazene adequadamente o café

Um bom café tem três vilões: umidade, luminosidade e oxigênio. Guarde seu café em um local fresco e seco, longe da iluminação, como um armário. E nada de geladeira. “Apesar de ser um local protegido, o café pode ter seu aroma misturado a outros alimentos, como a cebola, por exemplo. Além disso, o choque térmico ao deixar o refrigerador traz umidade ao pó”, esclarece o barista.

Segundo Guimarães, a melhor forma de manter o frescor do café é armazena-lo na própria embalagem. “Enrole o excedente do laminado, prenda-o com um elástico, e retire o ar por meio da válvula presente no pacote. Também prefira versões menores para manter o frescor do produto”.

5) Um bom café

Uma boa xícara de café precisa antes de mais nada ter um bom pó ou grão. Para isso, vale ficar atento ao tipo de grão, nome do produtor, região de origem, altitude da plantação. No site da Uniques, por exemplo, é possível conhecer mais sobre os diferentes tipos plantados na Mantiqueira Mineira, uma das melhores regiões do mundo para o plantio do grão devido a sua altitude.

Deixe seu Comentário