Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 24 de Agosto de 2019

Campo Grande

Atlas da violência 2019 aponta Campo Grande como a segunda Capital menos violenta do Brasil

Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS Atlas da violência 2019 de Campo Grande

Campo Grande é considerada a segunda capital brasileira menos violenta do país, aponta o Atlas da Violência 2019, divulgado na segunda-feira (5). A Capital sul-mato-grossense apresentou em 2017, taxa estimada de homicídios em 18,8 a cada 100 mil habitantes, atrás apenas de São Paulo, que trouxe 13,2 homicídios a cada 100 mil.

O relatório elaborado em parceria do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública,  mostra que em 2017 Campo Grande registrou 142 homicídios, uma redução de 28,9% em relação a 2016 onde foram registrados 175 homicídios.

Também entram na estatística os homicídios ocultos (mortes violentas a esclarecer), e mais uma vez Campo Grande se destaca pela redução nos números com 22 registros em 2017 contra 53 em 2016. A pesquisa analisou 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017.

A atual gestão tem investido na segurança pública de Campo Grande com fortalecimento da Guarda Civil Metropolitana. Foram investidos R$ 2,7 milhões em equipamentos de proteção individual, pistola de condutividade elétrica, coletes balísticos, além de veículos e motocicletas.

Campo Grande conta hoje com 422 guardas civis metropolitanos capacitados pelo curso de armamento letal e tiro, aptos para atuar na segurança pública. Com isso, a população ganha um reforço nas operações e patrulhamento realizados nas ruas da Capital.

O curso de capacitação para armamento letal acontece em parceria com a Polícia Federal e integrantes das demais forças de segurança pública. Com carga horária de 250 horas, distribuídas em 190 horas/aula de teoria e 60 horas/aula de prática de tiro, o treinamento segue as normativas da matriz curricular Senasp/MJ. Cada aluno efetua 320 (trezentos e vinte) disparos de revólver calibre 38.

O programa está previsto no Plano Estratégico de Governo Municipal, e além de valorizar os servidores da GCM, visa dotar de conhecimento técnico especifico para auxiliar na segurança pública da cidade.

Deixe seu Comentário