Campo Grande/MS, 18 de Outubro de 2018

Concursos

As 7 carreiras em vendas e marketing mais quentes para este ano

Redação TerereNews
Foto: carreiras carreiras
carreiras

[caption id="attachment_21442" align="alignnone" width="1000"] Candidatos: transformação digital demanda pessoas qualificadas (Rawpixel Ltd/Thinkstock)[/caption]

São Paulo – Quem trabalha com marketing viveu momentos difíceis nos últimos 18 meses no Brasil. João Paulo Klüppel, gerente sênior da Michael Page, diz que a área foi uma das primeiras afetadas pela crise.

“Com um novo desenho de orçamento houve enxugamento das estruturas”, diz ele que é especialista em vendas, marketing, digital e varejo. Diante desse cenário, generalistas se destacaram nas empresas.

Na área comercial, as reorganizações deixaram muita gente experiente no mercado. Profissionais de desenvolvimento de negócios, no entanto, encontraram mais oportunidades de trabalho, segundo Klüppel.

Neste ano, ele prevê uma melhora gradual para essas carreiras com base em sinais de retomada já percebidos no último trimestre. Muitas empresas começaram a fazer diagnósticos de suas equipes prenunciando que investimentos em reforços vêm por aí.

“Sentimos já uma demanda entre 15% e 20% para posições de liderança na área comercial”, diz o gerente da Michael Page. Ele atribui esse aumento ao fato de que numa retomada, a figura do líder é crucial para deslanchar novos projetos.

Sempre em evidência, e-commerce e marketing digital continuam gerando boas oportunidades de trabalho. “O Brasil tem um caminho longo de transformação digital. Da última década para cá ainda tem um pool de executivos se especializando”, afirma.

MBAs e demais pós-graduações fazem parte da estratégia de crescimento indicada por Klüppel. Networking e perfil no LinkedIn com palavras chave da área de atuação são também dicas do especialista. Segundo levantamento da Michael Page, um gerente de transformação digital em marketing chega a ganhar até 20 mil reais, em grandes empresas. Salários para diretores podem atingir a marca dos 65 mil reais. 

A seguir confira as apostas de carreiras em alta para vendas e marketing de algumas das principais consultorias de recrutamento do país: Michael Page, Robert Half, Hays e STATO.

 

Gerente de transformação digital – marketing

O que faz:  toca processos de mudanças digitais nas empresas, trazendo estratégias e ferramentas para a modernização do marketing.

Perfil:  conhecimento em ferramentas de marketing digital, além de noções básicas de marketing tradicional, em que a capacidade de promoção de mudança será também primordial.

Por que está em alta: área digital está em crescimento com as empresas em constante transformação na área de marketing.

 

Diretores de transformação digital: de e-commerce, de marketing ou o de TI (CIO)

O que faz: dificilmente tem responsabilidade exclusiva por transformação digital, mas nessa posição lidera todas as iniciativas de transformação digital e inovação da empresa.

Perfil: experiência relevante em e-commerce ou empresas “nativas digitais”, e grande capacidade de influência.

Por que está em alta:  transformação digital demanda profissionais experientes e dedicados para liderar projetos. Os últimos anos foram marcados por forte expansão desses projetos, especialmente em varejistas, bancos e empresas de consumo, segundo a equipe da Michael Page.

 

Analista ou gerente de mídias digitais

O que faz: gerencia as principais redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, entre outras) e tudo o que as envolve como perfil de usuários, performance, forma de conteúdo e metrificação. Ajuda, também, na gestão da marca e comunicação da empresa.

Perfil: formação em marketing, publicidade e propaganda, comunicação social ou em áreas relacionadas Formações especializadas são cada vez mais valorizadas nesse mercado. Conhecimento de indicadores de performance é essencial.

Por que está em alta: cada vez mais as pessoas compram e buscam produtos/serviços pelas mídias digitais por canais digitais continuam sendo alternativas mais acertadas de alavancagem de resultados. As empresas precisam concentrar seus esforços na atração, engajamento e relacionamento com seus clientes nas redes sociais. Isso é importante tanto para posicionamento da marca quanto para o envolvimento com seu público.

 

Gerente de marketing e produto

O que faz: cuida das estratégias de marketing, de comercialização de produto e de posicionamento da marca.  O profissional de produto é responsável por cuidar do produto do início ao final do processo. Ele vai olhar desde a definição de qual produto até o posicionamento de mercado do mesmo, volumes, público alvo, preços.

Perfil: formação em ?administração, ?marketing, comunicação social ?e até engenharia?. Pós-graduação em marketing ou áreas relacionadas. Visão estratégica e inglês fluente são imprescindíveis. Conhecimentos ou cursos de curta duração no mercado em que irá atuar também é importante. Por exemplo: para o ramo têxtil conhecer de moda, para ramos de tecnologia ter um curso nesse sentido como especialização.

Por que está em alta: com a retomada, é uma área que volta a ter a atenção das empresas que buscam reposicionamento de mercado e garantia de vendas. Destaque para as empresas de bens de consumo de massa que têm repensado portfólio de produtos para atender clientes que na crise podem ter alterado hábitos e formas de consumo. 

 

Profissional de marketing digital

O que faz: promove uma marca ou produto na web por meio do planejamento estratégico com uso de várias ferramentas, levantando resultados e aprimorando campanhas constantemente.

Perfil: formação em publicidade e propaganda, jornalismo ou marketing. Conhecimentos de internet, softwares de diagramação, linguagem SOL, analytics e design. Proatividade, boa capacidade de comunicação e criatividade são características valorizadas.

Por que está em alta: ainda é considerada uma área nova, as empresas investem pouco para um retorno muito grande em vendas.

 

Profissional Inteligência de mercado

O que faz: direcionamento de estratégias comerciais, de precificação e volumes por tipos de público para as campanhas de vendas.

Perfil:  boa capacidade analítica, facilidade de lidar com números, estatísticas e Excel, além de habilidade de alinhamento da estratégia de mercado e vendas à área financeira da empresa, para potencializar a rentabilidade. Formação em engenharia, administração, economia ou estatística e matemática. Inglês fluente, perfil comportamental diferenciado capaz de lidar com pressão, além de ser comunicativo e consultivo com as áreas.

Por que está em alta: empresas precisam ter uma estratégia clara e eficaz de atuação no mercado baseada em fatos e dados (números). A área ganhou destaque e independência e hoje em dia pode dar o direcionamento da empresa como um todo e não só na área de vendas.

 

Gerentes nacionais/ regionais de vendas

O que faz: gerencia a equipe nacional ou regional de vendas, responsável por garantir que a meta de vendas seja atingida.

Perfil: experiência na área, capacidade de liderança, proatividade

Por que está em alta: “Diante de momentos de maior dificuldade, é uma tendência as empresas sempre reforçarem a área de “core” de geração de receita. Na grande maioria das vezes, os nacionais e regionais de vendas são os protagonistas”, explica  Raphael Falcão, diretor da Hays Experts.

 

Fonte: Revista Exame

Deixe seu Comentário