Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 21 de Agosto de 2019

Campo Grande

Aquário do Pantanal fica pronto ano que vem com aval do MPE, TCE e TJMS

Sílvio de Andrade - Governo de MS
Foto: Edemir Rodrigues Apresentação técnica das obras do Aquário do Pantanal

Campo Grande (MS) – “Não se trata de uma obra de governo, mas de Estado”, afirmou o vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura (Seinfra), Murilo Zauith, ao apresentar o panorama da situação em que se encontra o Aquário do Pantanal, obra paralisada desde 2015, e o cronograma para sua conclusão com a anuência do Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça. “Será uma obra feita a várias mãos, com a administração do governo”, ressaltou.

Acompanhado do secretário estadual de Governo (Segov), Eduardo Riedel, e representantes do poder Judiciário, o titular da Seinfra fez uma apresentação técnica do projeto, nesta quarta-feira (8.5), e anunciou que será criado um grupo de trabalho para fiscalizar a execução da obra, que transcorrerá dentro de um processo transparente na aplicação dos recursos. “Vamos gastar o mínimo possível para fazer o melhor, que é concluir mais uma obra inacabada”, disse.

O Governo do Estado abrirá o processo licitatório em cinco meses, de forma segmentada, com previsão de cinco frentes de trabalho. Murilo Zauith informou que a previsão de conclusão do Aquário é de um ano, acentuando que a Seinfra já trabalha no complexo, edificado no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, desde janeiro desse ano, com uma equipe formada por onze técnicos. “A fase final é de acabamento, cerca de 20% da obra”, adiantou.

Parceiro do bom gestor

O secretário Eduardo Riedel ressaltou a importância da conclusão da última obra paralisada do Programa de Obras Inacabadas, após vencidas as questões jurídicas para que o governo tivesse segurança na contratação dos serviços. “É determinação do governador Reinaldo Azambuja não deixar nenhuma obra abandonada e a entrega do Aquário era um compromisso, em acordo com o Judiciário e com a absoluta transparência e lisura”, pontuou.

O presidente do Tribunal de Contas de MS, Iran Coelho das Neves, se manifestou sobre a retomada da obra, ao final da apresentação, afirmando que “a posição firme do Governo do Estado de concluir o aquário” é um exemplo claro da vantagem de entregar uma obra e não deixá-la deteriorar. “Somos parceiros do bom gestor e nossa presença aqui ratifica nossa participação dessa frente de trabalho para retomar a obra dentro da legalidade e segurança”, frisou.

Presentes também ao evento o secretário estadual de Fazenda Felipe Mattos; procuradora-geral do Estado, Fabíola Marquetti; controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão; presidente do Tribunal de Justiça de MS, Paschoal Carmello Leandro;  conselheiros do TCE/MS, Ronaldo Chadid, e Osmar Domingues;  promotor de Justiça Alexandre Magno Benites de Lacerda; reitor da UFMS, professor Fábio Edir dos Santos;  presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche; procurador-chefe da República em MS, Emerson Kalif Siqueira; e a presidente da Associação Comercial de Dourados, Elizabeth Rocha Salomão.

Deixe seu Comentário