Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Maio de 2019

Educação

Alunos da Escola Agrícola participam do projeto Valorização da Vida com dinâmicas de socialização

Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS Projeto “Valorização da Vida”
Projeto “Valorização da Vida”

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) retomou as ações do projeto “Valorização da Vida”, desenvolvido por técnicos da Superintendência de Gestão e Normas. A atividade consiste em realizar palestras e atividades lúdico-pedagógicas que buscam trabalhar a autoestima dos alunos e discutir temas como bullying e depressão.

A primeira unidade contemplada este ano foi a escola agrícola “Arnaldo Estevão de Figueiredo”. O plantio de mudas de  árvores foi uma das ações do projeto e aconteceu na última terça-feira (12) com a participação dos alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio marcando o encerramento da primeira fase das atividades.

As ações aconteceram por quase um mês envolvendo 118 alunos.  No total, 164 alunos serão contemplados, já que as turmas dos anos finais do ensino fundamental da Escola Agrícola também estão participando das atividades, que consistem em dinâmicas de relaxamento e expressão oral, com o objetivo de interagir as turmas, promovendo a socialização.

A secretária-adjunta de Educação, Soraia Campos, que marcou presença no evento, estimulou os alunos a focarem na conquista de seus objetivos, valorizando suas qualidades. “Não deixem ninguém impedir vocês de realizarem seus sonhos. Tenham em mente que todos somos capazes e temos potencial. Não valorizem as críticas negativas”, ressaltou.

A superintendente de Gestão e Normas, Alelis Izabel de Oliveira Gomes destacou a equipe que desenvolve o trabalho desde o ano passado e frisou que a ideia do projeto é fortalecer a autoestima dos alunos. “Sem o empenho desses profissionais e do apoio que temos da gestão, esse trabalho não seria possível. Nosso objetivo é oferecer aos participantes elementos e estímulo para que aprendam a lidar com os obstáculos que a vida nos impõe e superar as barreiras”, afirmou.

Já a diretora da escola, Maria Kátia Miranda da Silva afirma que o desenvolvimento do projeto na unidade, que ainda acontece nas próximas duas semanas, está mudando o comportamento dos alunos e aproximando as turmas do corpo docente. “Os professores estão refletindo melhor sobre as ansiedades típicas da adolescência. Os relacionamentos estão mais harmônicos e tenho certeza que vamos colher bons frutos dessa experiência”, disse.

Para os alunos, as atividades levaram à reflexão sobre o que, de fato, é importante levar em consideração e o que contribui de forma positiva para o processo de amadurecimento pessoal.

“Nós pudemos refletir melhor sobre nossas ações e as atitudes que temos com nossos amigos. As atividades que pediam a colaboração de todos, serviu para unir a turma”, mencionou o aluno Felipe Andrade Ferreira, do 3º ano técnico.

Da mesma forma pensa a aluna Flaviane Karine Vieira Barbosa, do 3º ano do ensino médio. Ela conta que passou a entender melhor os próprios sentimentos e a compreender como determinadas atitudes podem afetar o emocional do colega. “Esse projeto foi uma libertação e nos trouxe muitos esclarecimentos sobre o quanto é importante não praticar o bullying. Nossa turma ficou muito mais unida”, pontuou.

Projeto

O projeto “Valorização da Vida” é uma iniciativa inédita da Reme (Rede Municipal de Ensino) e foi implantado em maio do ano passado, por meio de capacitações e palestras oferecidas aos técnicos e professores da Rede.

Como os professores e profissionais da educação fazem parte do universo dos adolescentes na maior parte do dia, o trabalho teve a proposta de orientar esses profissionais, diretores e coordenadores pedagógicos sobre como detectar sinais de depressão em jovens e crianças e desta forma agir no sentido de auxiliar o aluno a superar o problema.

As formações, que  contaram com a parceria do Corpo de Bombeiro e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, foram ministradas pelo capitão Edilson dos Reis, iniciando esta proposta de trabalho com uma capacitação para diretores e um coordenador de cada escola. Na sequência foram capacitados diretores de EMEIs e funcionários da Semed.

Já as atividades desenvolvidas nas escolas têm o acompanhamento de técnicos da Superintendência de Gestão e Normas. As próximas unidades a serem contempladas com o projeto e que realizarão atividades com os alunos são as escolas municipais Domingos,Gonçalves Gomes,  João Nepomuceno, Professora Iracema Maria Vicente e Irmã Edith Coelho Netto.

Deixe seu Comentário