Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Julho de 2019

Educação

Acadêmicos da UEMS/Mundo Novo ministram curso de capacitação para reeducandos

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul Curso de capacitação para reeducandos

Acadêmicos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade de Mundo Novo, ministraram na última sexta-feira (5) o curso “Divulgando os benefícios das plantas medicinais” para 14 reeducandos que prestam serviços comunitários na unidade.

A atividade faz parte do Projeto do PIBEX – Programa Institucional de Bolsas de Extensão – dos alunos Curso de Ciências Biológicas, Samara Fernanda de Oliveira e Derlis Cruz do Nascimento. O projeto está vinculado ao Projeto de Extensão “Conhecendo a UEMS de Mundo Novo”, coordenado pela professora Alessandra Ribeiro de Moraes.

Além dos reeducandos, uma acadêmica do Curso de Ciências Biológicas, o Sargento Claudio José da Silva e o Subtenente José Luis Corrêa Antunes da Polícia Militar de Mundo Novo também participaram da atividade. O projeto com os reeducandos faz parte de uma parceria com o Poder Judiciário de Mundo Novo.

Na ocasião, os participantes tiveram a oportunidade de discutir sobre aspectos específicos da botânica, como morfologia e fisiologia das plantas medicinais, destacando a importância da identificação correta das plantas, assim como, as partes e o modo de uso dos vegetais para aumentar os benefícios dos mesmos.

Os ministrantes também apresentaram informações sobre os riscos advindos da utilização inadequada dessas plantas e o potencial da biodiversidade brasileira como fonte de princípios ativos. A atividade contemplou, ainda, uma parte prática, com a visualização de algumas estruturas em lupas e microscópios e a visita ao Horto de Plantas Medicinais da unidade.

Para o acadêmico, Derlis Nascimento, a experiência foi muito satisfatória. “Tive a oportunidade de conhecer melhor a cultura e os conhecimentos prévios, não só do público alvo, mas também dos meus avós em casa. Pude ver que o conhecimento tradicional ainda é de grande valia, já que algumas informações ditadas pelo público alvo e por meus avós em casa se mostraram corretas com as informações divulgadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Com esse projeto descobri que podemos ter uma fábrica de remédios em nosso quintal sem percebermos. O que mais me deixou contente foi a forma como os reeducandos nos mostraram gratos pelo pouco que levamos a eles. Essa interação me fez criar outra visão sobre eles, espero que o futuro reserve algo melhor para eles, sou muito grato por ter feito parte desse projeto, foi além das expectativas pois foi uma troca de valores para ambos”, relata.

A acadêmica Samara também se diz agradecida, “este curso teve grande importância, pois através da interação com os participantes houve uma troca mútua de conhecimentos. Agradeço aos professores, Alessandra e Leandro por esta oportunidade”.

O prof. Leandro Marra, gerente da Unidade, destaca a importância de atividades de capacitação aos reeducandos como uma forma de integrá-los ao meio universitário e às atividades da UEMS, bem como elevar a autoestima e a motivação para buscar novos aprendizados.

Liane Zarpelon – Assessoria de Comunicação Social UEMS

Deixe seu Comentário