Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Outubro de 2019

Educação

Acadêmico do Vale Universidade tem projeto de sucesso e conta como foi parar nos Emirados Árabes

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Divulgação Programa Vale Universidade

Natural de Nova Alvorado do Sul, atualmente morando em Coxim e cursando Tecnologia em Alimentos, com o apoio do Programa Vale Universidade, no campus do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) da cidade, o estudante João Víctor de Andrade dos Santos, 19 anos, comemora o fato de ter conseguido alcançar grandes objetivos com seu projeto que ajuda na conservação do caldo de cana.

Na última semana, João Victor desembarcou em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, para participar da MILSET Expo-Sciences International 2019, um evento reconhecido internacionalmente e que tem a participação de mais de 60 países. A inovação do estudante para conservar o caldo de cana, e que ainda pode ser capaz de eliminar um protozoário presente no inseto causador da doença de Chagas, foi apresentada no evento em parceria com pesquisadores da Fundação Osvaldo Cruz (FioCruz).

“O Vale Universidade é importante para isso, porque eu moro sozinho em Coxim, e minha família mora em Nova Alvora do Sul. O Vale Universidade acaba sendo imensamente necessário. Eu vejo o Vale Universidade também como uma oportunidade de estágio. Hoje estagio na Secretaria Municipal de Educação da cidade, junto com nutricionista, que tem tudo a ver com o curso de tecnologia e alimentos, isso é uma contrapartida”, diz o estudante.

O acadêmico revela que já tem planos para o futuro. “Com o apoio do Vale Universidade consigo aprender muito e agregar no meu currículo, e ter mais experiências e vivências, com uma carga de experiência e questão intelectual. Hoje sou muito grato por ser selecionado e por estar participando do Vale Universidade. O objetivo maior é concluir a graduação e concluir o projeto, depois me especializar na área acadêmica com mestrado e doutorado, para futuramente dar aulas e desenvolver novos projetos, também como forma de retribuir e compartilhar a mesma experiência”.

Desde 2015 o Governo do Estado já investiu mais de R$ 48 milhões no Programa Vale Universidade, que é ligado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), oportunizando a permanência do acadêmico na universidade e a conclusão do ensino superior. O programa atende alunos de instituições públicas e privadas.

A titular da secretaria, Elisa Cleia Nobre, vê no caso do estudante uma grande oportunidade de inspiração. “É sem dúvida uma grande oportunidade de nos inspirarmos e buscarmos por inovação. Assim como o João temos grandes talentos em MS e que com o apoio do Programa Vale Universidade vão ainda nos proporcionar grandes alegrias e muito orgulho”, pontua.

O começo

João também lembra como tudo começou. “Com 15 anos fui para Coxim para atuar na área de teatro e dança, e chegando iniciei meus estudos na Escola Estadual Viriato Bandeira, com objetivo de concluído o ensino médio, desta forma, surgiu a oportunidade do projeto de iniciação científica com o caldo de cana”.

A escola de tempo integral proporcionava o desenvolvimento de projetos científicos. João conta ainda que desde a infância presenciava seu pai vender caldo de cana e percebia que era grande a dificuldade na conservação, e como estragava com muita facilidade, era jogado fora. “Foi com essa problematização que iniciei, ainda no Ensino Médio, o tema do projeto, para tentar achar algum método para conservar o caldo de cana com parceria da minha colega Maria Eduarda Gobbi”, revela.

Foram testados vários tempos da temperatura e sensações térmicas que possibilitou a conservar o caldo de cana com panoramas químicos e microbiológicos. O projeto direcionou para a escolha do curso de graduação e que também despertou olhares de pesquisadores da FioCruz, resultando em sua ida para o evento internacional nos Emirados Árabes.

Ainda sobre os Emirados Árabes o estudante diz que sua passagem pelo país proporcionou experiências incríveis. “Foi muito bom mesmo. Dividir espaços com colegas da Rússia e Japão, por exemplo, foi muito enriquecedor”, finaliza.

Leomar Alves Rosa – Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), com o apoio da estagiária de jornalismo do Vale Universidade, Valeska Silva.

Deixe seu Comentário